Mostrando postagens com marcador turismo em Israel. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador turismo em Israel. Mostrar todas as postagens

12 de nov. de 2020

21 de out. de 2020

Sinta Israel, venha conhecer

Sinta Israel, venha conhecer

Sinta Israel, venha conhecer





Comece o dia com as notícias selecionadas  Clique e assine.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Coisas Judaicas se financia por meio da sua própria comunidade de leitores e amigos. Você pode apoiar o Coisas Judaicas via PayPal ou na Vaquinha virtual . 
Veja como: 

Vaquinha Virtual: Vaquinha Virtual

17 de out. de 2020

18 de set. de 2020

No mês do Yom Kippur, Israel anuncia lockdown de 3 semanas

No mês do Yom Kippur, Israel anuncia lockdown de 3 semanas

No mês do Yom Kippur, Israel anuncia lockdown de 3 semanas


    Turismo em Israel   

Com 4 mil novos casos de infecção pelo novo coronavírus por dia, Israel decretou novo lockdown, começando na próxima sexta-feira, dia 18 de setembro, e com previsão de duração de três semanas.

É o segundo lockdown do país, que já havia decretado a medida no começo da pandemia, de março a maio. Líderes religiosos protestaram contra a ação do governo, já que em setembro há diversas datas religiosas importantes, cujas celebrações poderão ser afetadas pela ordem de confinamento, como o Yom Kippur, dia 27 de setembro.

Pelas novas medidas, as reuniões em ambientes fechados devem se limitar a dez pessoas e ao ar livre a 20 participantes, Escolas e shopping centers devem fechar e só é permitido o deslocamento a até 500 metros da residência de cada um.

Escritórios privados podem funcionar, mas não receber clientes. Supermercados e farmácias podem continuar funcionando.

A frequência às sinagogas e as comemorações do Yom Kippur estão limitadas pelo confinamento e devem seguir as regras do governo, que estabeleceu prazo de pelo menos três semanas para o segundo lockdown, com objetivo de conter a nova onda de covid-19.



Blog Judaico 
Receba nossa newsletter
Comece o dia com as notícias selecionadas  Clique e assine.



17 de ago. de 2020

Netanyahu: Israel fará voos diretos para Dubai, Abu Dhabi sobre a Arábia Saudita

Netanyahu: Israel fará voos diretos para Dubai, Abu Dhabi sobre a Arábia Saudita

A aeronave israelense El Al Airlines estacionou no Aeroporto Ben Gurion, perto de Tel Aviv, Israel, em 21 de abril de 2013.     Laços com os Emirados Árabes Unidos para impulsionar a economia israelense, destaca PM, enquanto as taxas de desemprego aumentaram em julho
O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, confirmou relatos na segunda-feira de que as companhias aéreas israelenses poderiam fazer voos sobre a Arábia Saudita no que seria uma estreia histórica.
Chegando ao Aeroporto Ben Gurion quando o governo reabriu as viagens aéreas aos domingos para voos comerciais para um número limitado de países e sob regras estritas do coronavírus, Netanyahu declarou: “Agora vamos operar voos diretos sobre a Arábia Saudita, entre Tel Aviv e Dubai e Abu Dhabi . ”
O anúncio ocorre em meio à histórica normalização dos laços de Israel com os Emirados Árabes Unidos (Emirados Árabes Unidos), mediada pelo governo dos Estados Unidos, que deve ser assinada nas próximas semanas.
“Este é um vôo curto de três horas”, continuou o primeiro-ministro israelense. “Quase o mesmo que um vôo para Roma. Mas isso mudará a aviação israelense e a economia israelense. Uma grande quantidade de turismo para os dois lados, um grande investimento. ”
Netanyahu estipulou que os Emirados estão “muito, muito interessados” em investimentos em tecnologia em Israel, bem como na importação de produtos baratos.
Os comentários do primeiro-ministro vêm em meio a resultados econômicos sombrios no segundo trimestre de 2020 de Israel - muito semelhantes aos de outros estados que sofrem problemas econômicos devido à pandemia do coronavírus.
Novos dados revelados na segunda-feira pelo Bureau Central de Estatísticas de Israel (ICBS) mostraram que, em julho, a porcentagem de novos pedidos de auxílio-desemprego aumentou em relação a junho, de 4,7 por cento para 5,1 por cento.
A taxa de desemprego total atingiu 10,3 por cento no país, em comparação com 9,8 por cento do mês passado, de acordo com dados do ICBS.


Blog Judaico 
Receba nossa newsletter
Comece o dia com as notícias selecionadas  Clique e assine.


6 de ago. de 2020

Lua de Mel em Israel

Lua de Mel em Israel

Visite lugares que fazem parte da História na sua Lua de Mel em Israel     Flutuar no Mar Morto é uma experiência imperdível e inesquecível na sua Lua de Mel

Em Israel, a região do Mar Morto, oficialmente o lugar mais baixo na Terra (428 m abaixo do nível do mar) e com altíssima concentração de sal em suas águas, é uma combinação fascinante de esplendor natural, história e luxo.
Flutuar no Mar Morto é uma experiência imperdível, mas as propriedades revitalizantes o tornam um spa natural muito procurado e ótimo para relaxar. A costa ocidental é pontilhada de praias, spas, restaurantes gourmet e acomodações de todos os níveis, em meio à fascinante paisagem árida do local.
O Deserto da Judeia fica bem próximo, e é possível explorá-lo por meio de jipes, bicicletas, camelos e até rapel. Para complementar, a antiga fortaleza de Massada, as cavernas de Qumran e o oásis de Ein Gedi se encontram a poucos minutos do local e são ótimas opções de passeios para os casais.



Blog Judaico 
Receba nossa newsletter
Comece o dia com as notícias selecionadas  Clique e assine.