18 de dez. de 2020

Marrocos proíbe protestos contra normalização com Israel

Marrocos proíbe protestos contra normalização com Israel

Autoridades em Rabat, capital do Marrocos, recusaram-se a autorizar protestos contra a normalização com Israel, agendados para terça-feira (15), em frente ao parlamento, segundo fontes locais.

Seis associações marroquinas emitiram uma nota conjunta condenando a decisão, ao descrevê-la como “medida perigosa”.

O comunicado denuncia que “os regimes oficiais árabes, africanos e do Magreb concederam um serviço gratuito à entidade sionista, em um momento no qual impor sanções internacionais e isolar Israel mostra-se necessário”.

São os signatários: a Rede Democrática de Solidariedade ao Povo; a Coalizão Marroquina para Direitos Humanos; a Associação Marroquina por Apoio às Causas Nacionais; o movimento de Boicote, Desinvestimento e Sanções (BDS); a Campanha Marroquina por Boicote Acadêmico e Cultural a Israel (MACBI); e o Comitê de Solidariedade com o Povo Palestino em al-Bayda.

Na última quinta-feira (10), o Rei do Marrocos Mohammed VI anunciou a assinatura de um “acordo de paz” entre Rabat e a ocupação israelense, para dar início a relações diplomáticas bilaterais “assim que possível”.

O monarca marroquino enfatizou que a medida “não afeta de modo algum o compromisso permanente do Marrocos em defesa da justa causa palestina e seu engajamento ativo para estabelecer uma paz justa e duradoura no Oriente Médio”.
Marrocos e Israel deram início a um relacionamento de bastidores em 1993, após assinatura dos Acordos de Oslo. Entretanto, em 2000, Rabat suspendeu laços com a ocupação israelense, em resposta à Segunda Intifada.


Comece o dia com as notícias selecionadas  Clique e assine.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Coisas Judaicas se financia por meio da sua própria comunidade de leitores e amigos. Você pode apoiar o Coisas Judaicas via PayPal ou na Vaquinha virtual . 
Veja como: 


SHARE THIS

Author:

O Coisas Judaicas cobre uma das partes mais complicadas e controversas do mundo, o Estado de Israel. Determinado a manter os leitores totalmente informados e capacitá-los a formar e desenvolver suas próprias opiniões, o Blog existe de 2005 e sempre procuramos dar a nossos leitores noticias e opiniões avalizadas. Sobre Israel, a região e o mundo judaico.

0 comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não do Blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.Não publicamos comentários anônimos. Coloque teu URL que divulgamos