29 de out. de 2020

Ataque com faca deixa ao menos 3 mortos e vários feridos na França

Um homem armado com uma faca matou ao menos três pessoas em uma igreja na cidade de Nice, na França, nesta quinta-feira (29). O departamento antiterrorismo do país está investigando o caso.

Uma fonte policial disse  que uma das vítimas teve a garganta cortada – fato descrito anteriormente como uma decapitação. A outra é um homem que morreu em razão das múltiplas facadas. A terceira vítima é uma mulher que foi ferida dentro da igreja e conseguiu fugir, mas acabou morrendo nas proximidades. O agressor teria gritado "Allahu Akbar" (Deus é grande) no momento do ataque.

Prefeito de Nice, Christian Estrosi (centro), no local do ataque

Prefeito de Nice, Christian Estrosi (centro), no local do ataque


"Estou no local com a polícia que prendeu o agressor. Tudo aponta para um ataque terrorista", afirmou o prefeito de Nice, Christian Estrosi, no Twitter, acrescentando que o suspeito já foi detido pelos policiais. O agressor chegou a ser baleado pelos agentes, mas está no hospital e sob custódia da polícia.


Ainda não se sabe oficialmente o que motivou o ataque ou se há alguma ligação com a exibição de charges do Profeta Maomé, consideradas pelos muçulmanos como blasfêmia. O departamento antiterrorismo francês está investigando o caso.

"É hora de a França se exonerar das leis da paz para erradicar definitivamente o islamofascismo do nosso território", escreveu Estrosi na rede social.

O primeiro-ministro da França, Jean Castex, disse que a resposta do governo ao ataque de Nice será "firme, implacável e imediata". Ele afirmou também que o nível de alerta de segurança do país foi elevado para "emergência", o que significa "nível máximo de vigilância".


"Nestes tempos trágicos, nossos pensamentos estão com as famílias e os paroquianos de Nice, mas também com toda a comunidade católica que foi intencionalmente alvejada", declarou Castex.

Ocorrências em Avignon e na Arábia Saudita

Horas depois, em Montfavet, na cidade de Avignon – cerca de 260 km de Nice –, a polícia matou um homem acusado de ameaçar pedestres com uma arma. De acordo com a rádio Europe 1, o suspeito teria gritado "Allahu Akbar" (Deus é grande). 

Também nesta quinta, uma emissora estatal informou que um homem foi preso na cidade de Jidá, na Arábia Saudita, após ferir um guarda no consulado francês. A Embaixada da França disse que o local foi alvo de um "ataque com faca que teve um guarda como alvo". A vítima foi encaminhada a um hospital, mas está fora de perigo.

Charges criticadas por muçulmanos

O ataque aconteceu poucas semanas após o professor Samuel Paty também ser decapitado no país. Na ocasião, o agressor disse que queria punir a vítima por mostrar aos alunos charges do Profeta Maomé durante as aulas.

Desde a morte de Paty, policiais franceses e cidadãos reafirmaram o direito de exibir os desenhos, e as imagens vêm sendo utilizadas em protestos em solidariedade ao professor. Essas ações já receberam críticas de diversas partes do mundo muçulmano, com alguns países acusando o presidente francês, Emmanuel Macron, de buscar uma agenda anti-Islã.


Comece o dia com as notícias selecionadas  Clique e assine.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Coisas Judaicas se financia por meio da sua própria comunidade de leitores e amigos. Você pode apoiar o Coisas Judaicas via PayPal ou na Vaquinha virtual . 
Veja como: 

Vaquinha Virtual: Vaquinha Virtual

SHARE THIS

Author:

O Coisas Judaicas cobre uma das partes mais complicadas e controversas do mundo, o Estado de Israel. Determinado a manter os leitores totalmente informados e capacitá-los a formar e desenvolver suas próprias opiniões, o Blog existe de 2005 e sempre procuramos dar a nossos leitores noticias e opiniões avalizadas. Sobre Israel, a região e o mundo judaico.

0 comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não do Blog. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.Não publicamos comentários anônimos. Coloque teu URL que divulgamos