Adin Steinsaltz, acclaimed scholar who made the Talmud more ...
O rabino Adin Steinsaltz, autor de uma tradução de referência do Talmud, o texto sagrado do judaísmo, morreu nesta sexta-feira (7) aos 83 anos após uma doença, anunciou o hospital de Shaare Zedek em Jerusalém.


Nascido em Jerusalém em uma família laica em 1937, estudou matemática e química antes de se dedicar ao estudo aprofundado dos textos sagrados judaicos.
Em 1965, iniciou a tradução colossal do Talmud da Babilônia para o hebraico moderno, permitindo o acesso a dezenas de milhares de pessoas ao texto sagrado em aramaico fora das escolas talmúdicas.
O Talmud, que vem da palavra "aprender", contém por escrito a lei e a tradição oral judaicas.
A edição em 45 volumes do rabino Steinsaltz -traduzida para vários idiomas e que representa a lógica, o método, a estrutura e os conteúdos do Talmud- tornou-se uma obra de referência.
Autor prolífico, também escreveu dezenas de livros sobre a literatura bíblica e rabínica, traduzidos em particular para o inglês, russo, chinês e coreano.
Em 1988, recebeu o prestigioso Prêmio Israel.
Ele foi membro do movimento jasidíco Shabad, cuja sede fica em Nova York, e seu nome surgiu como eventual sucessor em 1994 de seu líder Menahem Mendel Schneerson.
Em 2016, perdeu a voz devido a um acidente cardiovascular.
Em um comunicado, o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu saudou nesta sexta-feira a memória de um "grande sábio, gênio da Torá e um homem de espírito excepcional".
"Foi um homem de grande valor espiritual, de um profundo conhecimento e de um pensamento profundo que permitiu ao povo de Israel encontrar o Talmud em um hebraico claro e acessível", declarou por sua vez o presidente israelense Reuven Rivlin.


Blog Judaico 
Receba nossa newsletter
Comece o dia com as notícias selecionadas  Clique e assine.