Líderes do Hamas vão se esconder

     Os líderes do Hamas supostamente passaram à clandestinidade, temendo que Israel retorne aos assassinatos dirigidos. 


Israel não fez nenhuma declaração a respeito de um retorno a essa política. Seu último assassinato seletivo foi em 2019 contra um comandante da Jihad Islâmica.
Vinte e oito incêndios ocorreram ontem na área adjacente à Faixa de Gaza enquanto o grupo terrorista Hamas continuava a lançar balões incendiários em Israel, marcando várias semanas de escalada. Em resposta, os aviões de combate e tanques israelenses visaram a infraestrutura do terror.
A situação é frágil e se o Hamas acertar um alvo direto, resultando em perda significativa de vidas, as FDI serão forçadas a se engajar de uma maneira muito mais enérgica. Já houve várias chamadas fechadas.
Na manhã de sexta-feira, uma casa em Sderot foi atingida. Não houve feridos, embora três mulheres tenham recebido tratamento de choque. A casa foi fortemente danificada.

Na segunda-feira passada, um incêndio consumiu um jardim de infância em Sderot depois que um balão de incêndio criminoso pousou nas proximidades. A área estava vazia de crianças no momento e nenhum ferimento foi relatado



Blog Judaico 
Receba nossa newsletter
Comece o dia com as notícias selecionadas  Clique e assine.