Da Netflix, filme "Joias Brutas" fez Adam Sandler ser muito ...
Uncut Gems
Direção: Safdie Brothers
Elenco: Adam Sandler, Julia Fox, Lakeith Stanfield e Idina Menzel
EUA, 2019


Adam Sandler consolidou seu nome em comédias, com sucessos como O Paizão (Big Daddy, 1999) ou Como se Fosse A Primeira Vez (50 First Dates, 2004). 

Joias Brutas
O ator é amado por muito, mas também virou sinônimo de comédia ruim para outros. Confesso que os filmes, digamos, típicos do Adam Sandler não fazem minha cabeça, contudo é inegável sua habilidade para administrar sua própria carreira, se transformando praticamente em um gênero cinematográfico, os “filmes do Adam Sandler”. Entretanto, vez por outra, Sandler faz suas incursões em outros gêneros, provando sua versatilidade como ator, caso de Embriagado de Amor (Punch-Drunk Love, 2002), de Paul Thomas Anderson, e de Joias Brutas.

Dessa vez, Sandler se une a Josh e Benny Safdie, ou  The Safdie Brothers. O cinema dos Safdie, de Bom Comportamento (Good Time, 2007), me remete bastante ao cinema de Martin Scorsese, com sua montagem ágil e tom naturalista, bem como seus protagonistas, em geral outsiders contraditórios, donos de  caráter duvidoso, egoístas, mas capazes de atos generosos, enfim, imperfeitos e muito humanos. 

Em Joias Brutas, Sandler dá vida a Howard Ratner, um judeu, dono de uma joalheria em Nova Iorque, falastrão e meio trambiqueiro. Viciado  em apostas, Howard traça seus planos para se livrar das dívidas e, em um golpe de sorte, ficar rico. No centro desse plano está uma opala negra não lapidada, extraída por mineiros judeus na Etiópia. A pedra ganha ares míticos na trama, pois simboliza não só a riqueza para o personagem, mas também uma solução ingênua para todos os seus problemas, financeiros e familiares. 
Joias BrutasDurante todo o filme, Howard é o centro. A câmera o acompanha para toda parte, enquanto constrói o golpe da sua vida, lida com cobradores, a amante e seu casamento falido. A montagem do filme é rápida, o que ajuda a criar a tensão que alimenta a narrativa, mas também acompanha a personalidade do protagonista: inquieto, frenético e caótico. Da mesma forma, os cenários que o personagem ocupa também o refletem,  as ruas movimentadas da cidade, a boate lotada, a barulhenta reunião familiar, o apartamento de solteiro ou  a joalheria com defeito na porta de segurança. 

Como falei acima, os personagens dos filmes dos Safdie são contraditórios. Howard não é diferente, trata-se um golpista cheio de falhas morais, porém tão azarado e ingênuo, que fica difícil não simpatizar com ele. 

Os personagens coadjuvantes ao redor de Howard também quebram expectativas, pois a narrativa lhes dá complexidade, fazendo-os escapar de qualquer estereótipo. Como  Demany ( o ótimo LaKeith Stanfield), responsável por trazer clientes importantes para a joalheria, com seu ar misterioso e sombrio; e, principalmente, a amante sexy (Julia Fox) e a esposa descontente (Idina Menzel), que são personagens  bem mais ricas do que seus arquétipos podem sugerir.   
Produzido por Martin Scorsese, Joias Brutas recebeu algumas críticas sobre antissemitismo na internet, por retratar o protagonista, judeu, como ganancioso. Porém, vale destacar, os Safdie são judeus e o filme foi inspirado pelo tempo que o pai deles trabalhou no Distrito dos Diamantes em Manhattan, precisamente onde  se  passa o filme. 



Blog Judaico 
Receba nossa newsletter
Comece o dia com as notícias selecionadas  Clique e assine.