Ekev      

Na nossa Parashá Moshe Rabeinu conta para o povo de Israel como conseguiu anular o decreto Divino que pairava sobre o nosso povo por causa do bezerro de ouro


הפרשה שלנו מוקדשת לעילוי נשמת
Nossa Parashá é dedicada à elevação da Alma de 
Haim Nasser ben Shafia z"l
Mazal Nasser bat Esther z"l

תהיה נשמתם צרורה בצרור החיים 

Diz o Zohar que Hashem (D'us) dirige o mundo e o Tzadik dirige Hashem(!). Ou seja, Hashem faz um decreto, o Tzadik anula o decreto de Hashem, o Tzadik faz um decreto, Hashem oficializa o decreto do Tzadik!

O Zohar usa uma linguagem explicitamente forte em relação à isso, e diz que "O Tzadik manda em D'us"! Nessa passagem da nossa Parashá vemos a veracidade dessas palavras

A situação que o nosso povo estava no Egito foi a pior de toda a nossa história. Todo o nosso povo estava em um país de onde era impossível de se sair, e a maioria do nosso povo estava escravizado dentro dele. Em nenhuma outra etapa da nossa história passamos por uma situação semelhante à essa

Hashem trouxe dez pragas ao Egito, abriu o mar para nós e o fechou sobre os egípcios que estavam nos perseguindo, fez a comida descer do céu, a água nos acompanhar e as nuvens nos proteger, em nenhuma outra etapa da nossa história Hashem fez para nós milagres tão grandes

No Monte Sinai recebemos a Torá e ouvimos do próprio D'us a proibição de fazer idolatria. A pessoa mais simples do nosso povo viu no Monte Sinai um nível de revelação Divina maior do que o próprio profeta Yehezkel viu na sua maior profecia conhecida como a "Merkavá", em nenhuma outra etapa da nossa história Hashem fez para nós uma revelação tão grande

Apenas cinquenta dias após a saída do Egito e quarenta dias após recebimento da Torá e de ter ouvido diretamente de D'us a proibição de fazer idolatria, nosso povo faz a maior idolatria de toda a nossa história, um bezerro de ouro com vida própria, uma infinita ingratidão contra Hashem que fez para eles tantos milagres para trazê-los até aqui são e salvos

Esses extremos nunca mais aconteceram na nossa história, nunca mais estivemos em uma situação tão ruim como estávamos no Egito, nunca mais tivemos milagres tão grandes como aqueles que Hashem fez para nos tirar do Egito e nunca mais tivemos uma revelação Divina tão grande como a entrega da Torá.

Toda a idolatria que o nosso povo fez depois de entrar na terra prometida pode ser justificada pelo motivo de que aquelas pessoas que fizeram as idolatrias terem ouvido dos seus pais sobre os grandes milagres que Hashem fez para nos tirar do Egito e as grandes revelações que aconteceram com a entrega da Torá, mas não terem presenciado nem esses milagres e nem essas revelações

Mas o povo de Israel que saiu da miséria do Egito com grandes riquezas e viu toda a revelação da entrega da Torá não teve nenhuma justificativa para fazer aquela idolatria

E aqui vemos a grandeza do Tzadik e a veracidade das palavras do Zohar. Moshe Rabeinu, vendo que o povo não tem nenhuma justificativa pede para Hashem levar em conta o que dirão os povos do mundo. E por fim pede para Hashem apagar o nome dele (de Moshe) da Torá caso não queira desculpar o povo de Israel

Hashem concorda em desculpar o nosso povo e anula o decreto Divino de o nosso povo desaparecer da face da Terra e dar continuidade aos nossos patriarcas por meio da descendência de Moshe, deixando claro que o que Hashem decreta o Tzadik consegue anular, mas o que o Tzadik decreta Hashem é obrigado a oficializar

E se até no caso mais extremo da nossa história o Tzadik conseguiu anular o decreto Divino que estava 100% justo, quanto mais em qualquer outro caso sendo que nenhum outro caso na nossa história teve todos esses extremos como o caso do bezerro de ouro, e na maioria dos casos nosso povo tem algum mérito

diferente do caso do bezerro de ouro em que nosso povo não tinha nenhum mérito e mesmo assim Moshe Rabeinu conseguiu anular o decreto Divino usando o argumento de "o que vão dizer os povos do mundo" e também usando o próprio mérito para anular o decreto

Por isso, diz o Zohar, sempre trinta dias antes de acontecer uma coisa ruim para o nosso povo, Hashem revela ao Tzadik da geração a coisa ruim que está para acontecer para que ele possa anular o decreto Divino a tempo

Por isso temos que falar sempre sobre os méritos do nosso povo para ajudar o Tzadik nesse trabalho tão difícil, e nunca falar sobre os defeitos do nosso povo, para não fortalecer os anjos da acusação chamados de "mekatreguim" no tribunal Divino e enfraquecer o Tzadik nesse momento em que ele precisa de nós para ajudá-lo, e não, D'us nossa livre, para ajudar o lado contrário,

principalmente agora nessa época tão delicada para o nosso povo, época em que estamos prestes a receber a nossa Gueulá, nossa redenção final, e sobre essa época disseram nossos Sábios "Que ela venha mas que eu não esteja lá nessa hora" ,

ou seja, uma época na qual os milagres Divinos serão tão grandes a ponto de que os milagres da saída do Egito vão perder a importância em relação à eles.

Agora é a reta final da Gueulá. Nossos Sábios deram sinais sobre essa época e estamos vivenciando todos esses sinais, e a conclusão é: Quando uma mulher começa a sentir os sinais de que ela vai dar a luz é só uma questão de pouco tempo para isso acontecer na prática !

❤️SHABAT SHALOM❤



Blog Judaico 
Receba nossa newsletter
Comece o dia com as notícias selecionadas  Clique e assine.