11.6.20

Kamala Harris emerge como favorita para ser vice dos Democratas

Marido judeu de Kamala Harris assume crescente
 papel público na corrida de 2020
     Kamala Harris emerge como favorita para ser vice na chapa de Biden. Senadora ganha força em onda de protestos antirracistas que varre os EUA após morte de George Floyd.


A onda de protestos antirracistas desencadeada pela morte cruel de George Floyd reforça a pressão sobre Joe Biden para escolher uma mulher negra como companheira da chapa democrata que enfrentará o presidente Donald Trump. E a senadora Kamala Harris, que concorreu com o ex-vice de Obama na primeira fase da corrida e desistiu para apoiar sua candidatura, desponta como a favorita.
Filha de imigrantes e ativistas de direitos civis — o pai economista jamaicano e a mãe pesquisadora indiana — Harris já era cotada para dividir a chapa com Biden antes do assassinato de Floyd, mas o clamor veemente por justiça racial elevou suas chances.

Se escolhida, será a primeira negra a concorrer numa disputa presidencial. Kamala Harris ganhou força num momento em que a divisão racial está novamente na agenda eleitoral e boa parte dos americanos manifesta diariamente indignação contra a violência policial e, a reboque, contra as políticas que emanam da Casa Branca.
   Kamala Harris emerge como favorita para ser vice dos DemocratasO ex-vice-presidente dos EUA Joe Biden e a senadora Kamala Harris conversam durante intervalo de debate dos pré-candidatos do Partido Democrata, ainda em 2019 — Foto: Lucas Jackson/Reuters
Eleita procuradora-geral da Califórnia em 2010 e reeleita quatro anos depois, ela conquistou, em 2016 uma vaga no Senado. Desde então, está no encalço de Trump.
Num dos debates entre pré-candidatos democratas, questionou Biden sobre sua oposição à ordem federal que determinava o transporte de estudantes negros em ônibus escolares no período pós-segregação.
   Kamala Harris emerge como favorita para ser vice dos Democratas“Havia uma menina na Califórnia que estava na segunda classe a ser integrada nas escolas públicas e ela ia de ônibus para a escola todo dia. Aquela menina era eu.”

A senadora desistiu em dezembro da campanha. “Nós vamos sentir falta de Kamala”, zombou Trump, pelo Twitter. Harris não deixou barato: “Eu o vejo no tribunal, presidente”, rebateu, referindo-se ao julgamento do impeachment no Senado, que estava por começar, mas acabou absolvendo-o.

Ela foi uma das primeiras a acusar o policial Derek Chauvin, que imobilizou Floyd e pressionou o joelho sobre seu pescoço até que ele perdesse os sentidos, de “claramente cometer assassinato”. Foi com manifestantes para a entrada com Casa Branca e condenou a resposta do presidente ao movimento antirracista.

Se há algo que pode atrapalhar sua indicação para a chapa democrata, é justamente a atuação como procuradora-geral. Harris é criticada por ter se recusado a apoiar um projeto de lei que exigiria a investigação de todos os tiroteios mortais cometidos pela polícia.



Blog Judaico 
Receba nossa newsletter
Comece o dia com as notícias selecionadas  Clique e assine.



SHARE THIS

Author:

O Coisas Judaicas cobre uma das partes mais complicadas e controversas do mundo, o Estado de Israel. Determinado a manter os leitores totalmente informados e capacitá-los a formar e desenvolver suas próprias opiniões, o Blog existe de 2005 e sempre procuramos dar a nossos leitores noticias e opiniões avalizadas. Sobre Israel, a região e o mundo judaico.

0 coment rios: