26/05/2020

Tribunal israelense abre caminho para a extradição de suspeita de crimes sexuais na Austrália

Tribunal israelense abre caminho para a extradição de suspeita de crimes sexuais na Austrália      Tribunal decide que Malka Leifer, suposto abusador sexual de Melbourne, simula doenças mentais e está apto a ser julgado; A decisão foi tomada depois que os advogados de Leifer contestaram especialistas que a julgavam apto para julgamento em janeiro.

Um tribunal israelense decidiu na terça-feira que uma ex-diretora de uma escola australiana acusada de agredir sexualmente estudantes está mentalmente apta a ser julgada, abrindo caminho para sua extradição para a Austrália, disseram relatos da mídia israelense.

"O tribunal determinou que a acusada estava simulando sua incapacidade de funcionar e está em condições de ser julgada", disseram os juízes em uma declaração escrita, acrescentando que a Leifer não sofre de doença mental "no sentido legal".

"Portanto, ordenamos que o processo de extradição seja retomado."
Tribunal israelense abre caminho para a extradição de suspeita de crimes sexuais na AustráliaFamília de Malka Leifer chega a tribunal ( Foto: Yael Freidson )

Malka Leifer havia alegado doença mental ao lutar contra seu retorno à Austrália, e o caso se arrasta em Israel desde 2014. Leifer, ex-diretora de uma escola judaica ultra-ortodoxa em Melbourne, negou as acusações contra ela.

O governo australiano deu boas-vindas à decisão, dizendo que o país está comprometido em levar Leifer a "julgar as 74 acusações de abuso sexual de crianças contra ela", disse o comunicado oficial. 

"Embora a decisão de hoje possa ser apelada, é um sinal positivo e significa que os procedimentos formais de extradição podem agora ser legalmente iniciados, sujeitos a quaisquer ordens relevantes a qualquer possível apelação", disse o advogado-geral Christian Porter.

"Celebração", disse Manny Waks, um defensor das vítimas, escreveu no Facebook em um blog ao vivo do tribunal. "Arrepios por todo o corpo." OMG !!! ", escreveu Dassi Ehrlich, uma das supostas vítimas de Malka.
O advogado Yehuda Freed acrescentou que, nesta fase, não é possível interpor outro recurso, uma vez que esta é uma decisão provisória. "Quando uma decisão é tomada sobre sua extradição, pretendemos apelar tanto da extradição quanto da decisão que a achar adequada para julgamento."

Inicialmente, a suspeita foi considerada adequada para ser julgada em sua terra natal, a Austrália, em janeiro, mas um mês depois o Tribunal Distrital de Jerusalém aprovou uma solicitação feita pelos advogados de Leifer, permitindo que contestassem os especialistas em psiquiatria.  

A audiência de sua extradição está marcada para 20 de julho.

Blog Judaico 
Receba nossa newsletter
Comece o dia com as notícias selecionadas  Clique e assine.



Americanas BR

Compartilhe

Author:

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico.

0 comentários: