Atualizando

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Lenovo BR

Helicópteros israelenses atacam posições de milicias Iranianas na Síria

Helicópteros israelenses atacam posições de milicias Iranianas na Síria
De acordo com relatos de observadores das agências internacionais na região,
 helicopteros AH-64I Apache foram identificados como os equipamentos que
realizaram os disparos contra as posições das milicias iranianas na região.
Imagem ilustrativa via IDF.
     Helicópteros israelenses dispararam vários foguetes das colinas de Golã, ocupadas por Israel, em alvos no sul da Síria, o mais recente no que dizem fontes de inteligência é um aumento de ataques contra posições de milícias apoiadas pelo Irã.
Fontes da oposição na área disseram que vários postos da milícia perto de Quneitra foram alvo do ataque, que segundo relatos causou apenas danos materiais.
Não houve comentários imediatos das IDF israelense.
Bases e comboios administrados pela milícia do Hezbollah, apoiada pelo Irã, que tem forte presença nas Colinas do Golã na Síria, foram atingidos por Israel nos últimos anos.
Israel estava intensificando seus ataques na Síria em um momento em que a atenção do mundo e a região, incluindo a Síria, estavam distraídas com o ataque ao coronavírus, disse uma fonte de inteligência regional.
Há duas semanas, um ataque israelense a um avião que transportava forças do Hezbollah, no sul da Síria, ao longo da fronteira com o Líbano, sem causar vítimas.
Alguns dias depois, Israel atingiu o centro da Síria, perto da antiga cidade de Palmyra, no que fontes de inteligência regional disseram serem postos avançados apoiados pelo Irã e um centro de comando.
Depois que a Síria anunciou na segunda-feira passada que havia interceptado ataques aéreos de Israel perto da capital Damasco, o ministro da Defesa de Israel, Naftali Bennett, disse à imprensa israelense que Israel intensificaria sua campanha contra o Irã na Síria.
O Ministro Bennett parecia confirmar que Israel estava por trás do ataque aéreo sobre o que fontes de inteligência ocidentais disseram serem bases iranianas.
“Passamos de bloquear o entrincheiramento do Irã na Síria para forçá-lo a sair de lá, e não vamos parar”, disse Bennett em comunicado.
“Não permitiremos que mais ameaças estratégicas cresçam do outro lado de nossas fronteiras sem tomar medidas. Continuaremos a levar a luta para o território inimigo”, disse Bennett.
O exército sírio disse mais tarde que o ataque de segunda-feira matou três civis sírios e feriu vários outros por estilhaços que atingiram suas casas.
Israel diz que a presença militar do Irã na Síria, onde suas milícias estão lutando ao lado das forças do presidente sírio Bashar al Assad, é uma ameaça estratégica e afirma que Teerã busca uma presença permanente nas fronteiras do norte.
A ameaça de confronto direto entre arquiinimigos Israel e Irã há muito fervia na Síria, com Israel considerando o Irã como sua maior ameaça.
Assad disse que as forças iranianas são bem-vindas a permanecer na Síria após anos de vitórias militares nas quais o Irã e a Rússia tiveram um papel fundamental na recuperação da maior parte do país sob seu controle.
  • Com infomações da Reuters, AFP, e RFI via redação Orbis Defense Europe.



Blog Judaico 
Receba nossa newsletter
Comece o dia com as notícias selecionadas  Clique e assine.



Postar um comentário

0 Comentários