10.3.20

Nazista faz provocação com bandeira em comício de Sanders

Nazista faz provocação com bandeira em comício de Sanders     Nunca esperei ver na minha vida uma suástica num grande comício nos EUA

Bernie Sanders reagiu ao incidente com uma bandeira nazista num comício seu no Arizona. Considerou ter sido uma situação "nojenta" e lembrou as pessoas que foram assassinadas pelos nazis e as que perderam a vida a combatê-los.

O Senador e candidato democrata à presidência norte-americana Bernie Sanders comentou este domingo um incidente que fez correr muita tinta nos Estados Unidos na semana passada. Durante um comício seu em Phoenix, no Arizona, um homem desenrolou uma bandeira nazi. A bandeira foi-lhe imediatamente tirada das mãos por apoiantes de Sanders e a polícia retirou-o do comício.

“Obviamente, é indescritível. É nojento. É algo, tenho de dizê-lo, nunca esperei ver na minha vida, como americano, uma suástica num grande comício. É horrível”, sublinhou o senador do Vermont numa entrevista para o programa ‘State of the Union’ da CNN.

Bernie Sanders referiu que só teve conhecimento do incidente depois de sair do palco onde discursou.

“Ele estava atrás de mim. Eu estava a falar para a multidão e ouvi muitas pessoas a vaiarem. Virei-me, mas não vi o que se estava a passar”, afirmou, acrescentando que a suástica é “um símbolo de tudo aquilo a que este país se opõe. Perdemos 400 mil pessoas a combater contra este símbolo, a combater o nazismo. Seis milhões de judeus foram mortos, outras pessoas foram mortas. Foi a guerra mais devastadora na história da humanidade”.

Recorde-se que Bernie Sanders pode tornar-se no primeiro presidente judeu na história dos Estados Unidos. Um facto que foi relembrado por Joe Biden – rival de Sanders na disputa democrata para obter a nomeação para as presidenciais deste ano – num tweet de reação ao incidente com a bandeira nazi.
“Não quero saber quem apoiam, ataques destes contra um homem que pode ser o primeiro presidente judeu são nojentos e ultrapassam os limites”, frisou Biden.


Familiares polacos de Bernie Sanders foram mortos pelos nazis durante a Segunda Guerra Mundial.
As agressões, o assédio e o vandalismo cometido contra judeus permanece em níveis quase históricos nos Estados Unidos, de acordo com a Anti-Defamation League. Os números de 2018 indicam que houve um total de 1.879 atos perpetrados contra judeus e instituições judaicas no país, incluindo o tiroteio em massa na sinagoga Tree of Life em Pittsburgh, no qual foram assassinadas 11 pessoas.



Blog Judaico 
Receba nossa newsletter
Comece o dia com as notícias selecionadas  Clique e assine.





SHARE THIS

Author:

O Coisas Judaicas cobre uma das partes mais complicadas e controversas do mundo, o Estado de Israel. Determinado a manter os leitores totalmente informados e capacitá-los a formar e desenvolver suas próprias opiniões, o Blog existe de 2005 e sempre procuramos dar a nossos leitores noticias e opiniões avalizadas. Sobre Israel, a região e o mundo judaico.

0 coment rios: