20/02/2020

Jennifer Lawrence em filme da Netflix

Jennifer Lawrence em filme da Netflix      Jennifer Lawrence vai protagonizar Don't Look Up, o novo filme de Adam McKay (A Queda de Wall Street).
O projeto, que a Netflix vai distribuir, conta a história de dois cientistas que descobrem que um meteoro vai atingir a Terra dentro de seis meses. Eles decidem percorrer o mundo e tentar alertar as pessoas para a tragédia, mas ninguém acredita neles.
Recorde-se que este é apenas um dos papéis que Lawrence tem agendado para o futuro. A atriz vai brevemente "apadrinhar" a estreia no cinema de Lila Neugebauer - num filme ainda sem título - e trabalhar também com Adam McKay em Bad Blood, onde desempenhará o papel da empreendedora Elizabeth Holmes, que fundou uma empresa que iria revolucionar os cuidados de saúde. Porém, em 2014 a Theranos estava avaliada em 9 mil milhões de dólares e apenas dois anos depois foi considerada uma "fraude enorme" pela Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC), tendo perdido todo o seu valor.
Lawrence tem ainda na agenda Mob Girl, uma adaptação do livro não ficcional escrito em 1982 por Teresa Carpenter - e pelo qual a escritora ganhou o Pulitzer.
Neste filme, Lawrence será Arlyne Brickman, uma mulher com grandes ligações à Máfia que mais tarde viria a ser informadora do FBI. Nascida em Nova Iorque em 1934, Brickman escolheu como modelo Virginia Hill, namorada do gangster Bugsy Siegel. Quando adolescente, envolveu-se com mafiosos italianos, mas aos 35 anos foi espancada e violada. Nenhum dos seus amigos da máfia a ajudou, pois era mulher e judia. 
De acordo com Brickman, ela virou-se contra a Máfia oito anos depois, quando um agiota ameaçou a sua única filha, na altura com dezoito anos. A mulher entrou em contacto com o FBI, concordando em gravar as conversas. Em troca, o governo pagou as suas dívidas e ofereceu-lhe o perdão dos seus crimes. Na década que se seguiu, Brickman trabalhou como informadora e, em 1986, o  seu testemunho ajudou a condenar o criminoso Anthony Scarpati, da famosa família do crime Colombo. Apesar de lhe ter sido oferecida a hipótese de entrar para o programa de proteção das testemunhas, Brickman nunca aceitou, pois dizia que essa era a forma mais fácil de ser assassinada.
Angelina Burnett escreveu o guião e o italiano Paolo Sorrentino (A Grande Beleza; The Young Pope) será o realizador. 



Blog Judaico 
Receba nossa newsletter
Comece o dia com as notícias selecionadas  Clique e assine.





Compartilhe

Author:

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico.

0 comentários: