10/01/2020

Gal Gadot produzirá adaptação cinematográfica de romance proibido em escolas israelenses

Gal Gadot produzirá adaptação cinematográfica de romance proibido em escolas israelenses

A estrela da Mulher Maravilha e seu marido devem co-produzir o filme, baseado no livro de 2014 'All the Rivers', que descreve um romance entre uma mulher israelense e um palestino, com a Keshet Studios.
A atriz israelense Gal Gadot deve co-produzir uma adaptação cinematográfica de um romance banido das listas de leitura da escola pelo governo israelense devido à representação de um romance entre israelenses e palestinos, de acordo com um relatório divulgado na Variety nesta quarta-feira.

O projeto é baseado no romance hebraico de 2014 "Borderlife", do autor israelense Dorit Rabinyan, publicado em inglês como "All the Rivers". Conta a história de uma israelense que se apaixona por um palestino em Nova York, tendo que esconder seu relacionamento de amigos e familiares.

O livro provocou polêmica em Israel em 2015, quando o então ministro da Educação, Naftali Bennett, ordenou remover o romance das listas de leitura das escolas nas escolas israelenses. A decisão, no entanto, acabou impulsionando as vendas do livro no país.
A estrela de Hollywood de 34 anos e seu marido, Jaron Varsano, co-produzirão o filme através da Pilot Wave, a produtora que o casal fundou, em colaboração com a Keshet Studios, dona do Channel 12.
A produtora de Gadot também deve lançar um suspense histórico sobre Irena Sendler (interpretada por Gadot), uma assistente social na Polônia que resgatou milhares de crianças judias durante o Holocausto.


A atriz ganhou destaque depois de estrelar o filme de super-herói "Mulher Maravilha" de 2017 e já encerrou as filmagens da altamente antecipada sequência, que deve ser lançada em junho de 2020.



Blog Judaico 
Receba nossa newsletter
Comece o dia com as notícias selecionadas  Clique e assine.





Compartilhe

Author:

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico.

0 comentários: