Site extremista revela identidade de neonazistas

 Site extremista revela identidade de neonazistas
Foto editada de integrantes do grupo extremista. (Fonte: SPL Center/Reproduçao)
     Ângelo Gabriel da Silva

      Um hacker anônimo vazou informações anteriormente contidas no antigo site neonazista Iron March, uma espécie de rede social para usuários que se consideravam fascistas, potencialmente revelando a identidade de centenas de extremistas por todo o mundo.
As informações foram compartilhadas em uma página de arquivo online pelo hacker conhecido apenas como "antifa-data" e contém, além de todas as publicações do site, os nomes, e-mails registrados, endereços de IP e mensagens privadas de vários usuários cadastrados.
Algumas das mensagens parecem sugerir que alguns dos assocados faziam parte das forças armadas de diferentes países, a maioria dos Estados Unidos.
O grupo esteve muitas vezes vinculado a homicídios e atos terroristas e ainda outros sites e comunidades, como a Atomwaffen Division (AWD) e Antipodean Resistance. Em maio de 2017, Devon Arthurs, ligado à AWD, assassinou seus dois colegas de quarto em Tampa, Flórida, onde a polícia encontrou livros neonazistas, explosivos e materiais radioativos.
 Site extremista revela identidade de neonazistasAdicionalmente, James Alex Fields – um dos apoiantes do Vanguard America, outro grupo associado ao Iron March – foi responsável pela morte de uma pessoa durante a marcha "Unite the Right" em Charlottesville nos Estados Unidos quando dirigiu em direção de múltiplos protestantes em agosto de 2017.



Blog Judaico 
Receba nossa newsletter
Comece o dia com as notícias selecionadas  Clique e assine.




Postar um comentário

0 Comentários