Candidato a premiê de Israel defende novas regras para o Muro das Lamentações

Benny Gantz, candidato a premiê de Israel.      O homem que está tentando ser o próximo primeiro-ministro de Israel afirmou que pretende retomar o plano de criar um seção igualitária no Muro das Lamentações, em Jerusalém. 

 O líder do partido Azul e Branco, Benny Gantz, disse nesta terça-feira (29) em uma reunião com líderes judeus estrangeiros que "o Muro das Lamentações é longo o suficiente para todos" e deve acomodar todas as correntes do judaísmo. 

 O Muro das Lamentações, o local mais sagrado onde os judeus podem orar, atualmente tem seções separadas para homens e mulheres, em conformidade com os costumes ortodoxos. Durante as conversas para formar uma coalizão, que posteriormente fracassou, o atual premiê, Benjamin Netanyahu, havia concordado em criar uma área de oração mista. 

A medida havia sido elogiada por movimentos judaicos pluralistas que compõem a maioria dos judeus da diáspora, informa a agência de notícias AP. Contudo, diante da pressão de grupos ultraortodoxos, Netanyahu recuou da medida.



Blog Judaico 
Receba nossa newsletter
Comece o dia com as notícias selecionadas  Clique e assine.




Postar um comentário

0 Comentários