Faça a tsedacá sem o carente pedir

 
Faça a tsedacá  sem o carene pedir
   Dar tsedacá é algo sempre positivo a ser feito, mas há uma vantagem extra na caridade quando você a dá sem ser solicitado.
O motivo óbvio é porque minimiza a vergonha e o desconforto do receptor e é especialmente útil para a pessoa que está em necessidade, mas tem vergonha de perguntar. Mas há uma vantagem espiritual mais profunda também.
Quando o doador toma a iniciativa espontânea de fazer uma doação, desperta mais bondade divina do que quando simplesmente responde a um pedido de doação. Isso é ilustrado pelo fato de que o nome de D'us, aquele que denota bondade divina, Yud-Heh-Vav-Heh-ה-ו-ה, é recriado quando você dá tsedacá.
A moeda que você dá se assemelha ao Yud (י). Os cinco dedos da sua mão que doa representam o Hey (ה), a quinta letra do alfabeto hebraico. O braço que se estende para dar se assemelha ao Vav (ו). E os cinco dedos da mão receptora representam o Hey final (ה).
Esse nome de D'us é extremamente poderoso; é através dessas quatro letras que todas as bênçãos fluem para o nosso mundo. Quando damos tsedacá, revelamos essas letras atraindo a luz Divina para nossas vidas.
Mas, para soletrar o nome de D'us corretamente, você precisa iniciar a doação. Se você esperar o pobre homem estender a mão para você, isso ainda gera bênçãos, mas as letras do nome de D'us estão misturadas, e a bondade Divina recíproca é, portanto, adiada.
  Quando você dá presentes não solicitados, recebe bênçãos não solicitadas do alto, muito mais do que você poderia pedir.



Blog Judaico 
Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico
Receba nossa newsletter
Comece o dia com as notícias selecionadas  Clique e assine.





Postar um comentário

0 Comentários