ADL divulga nova lista de símbolos antissemitas usados por supremacistas brancos nas redes sociais
Caricatura de um judeu
     A Liga Anti-Difamação (ADL) alertou para uma série de novos sinais e símbolos antissemitas que vem sendo adotados por grupos de supremacistas brancos.
O corte de cabelo Dylann Roof Bowl Cut (conhecido no Brasil como corte tigelinha), o Moon Man (Homem da Lua, em tradução livre) e o Happy Merchant (Comerciante Feliz) estão entre um grupo de novos símbolos, memes e slogans incluídos no banco de dados online chamado "Hate on Display" da Liga Anti-Difamação (ADL). A organização expandiu suas listas para incluir símbolos da supremacia branca que nos últimos anos foram adotados pelo segmento Alt-Right e outros grupos de ódio.
O banco de dados, que fornece explicações para os símbolos usados com mais frequência, foi iniciado em 2000 para rastrear grupos de ódio e ajudar autoridades e o público a reconhecer símbolos adotados por extremistas ou antissemitas.
"Acreditamos que autoridades legais e o público precisam ser amplamente informados sobre o significado dessas imagens, que podem servir como um primeiro sinal de alerta para a presença de inimigos em uma comunidade ou escola", disse o CEO da ADL, Jonathan Greenblatt.
Muitos dos novos símbolos estão sendo amplamente usados nas mídias sociais, incluindo 4chan, 8chan e Reddit, além do Facebook e Twitter.
Brenton Tarrant, que foi acusado de terrorismo pelos ataques à mesquita da Nova Zelândia, postou sua declaração no 4chan antes de atacar. Da mesma forma, antes de pelo menos três outros atos violentos e atrozes este ano, acredita-se que os suspeitos tenham postado no 8chan antes do ataque.
Uma pesquisa da ADL revelou que quase um quarto (23%) de todos os jogadores online foram expostos à ideologia da supremacia branca enquanto jogavam, e quase um em cada 10 (9%) foi exposto a discussões sobre a negação do Holocausto em jogos online para múltiplos participantes.
Esses últimos símbolos apareceram em eventos supremacistas brancos, como o de Charlottesville, em 2017.
Entre os símbolos estão o gesto de "OK", quando polegar e indicador se juntam e os outros três dedos permanecem de pé; o corte de cabelo em forma de tigela semelhante ao usado pelo assassino em massa Dylann Roof; e o "feliz comerciante ou mercador", um meme antissemita que retrata um judeu fortemente estereotipado, esfregando avidamente as mãos.
A ADL disse que produzirá uma versão impressa do guia para distribuir às autoridades locais e que será disponibilizada aos distritos escolares de todo o país.



Blog Judaico 
Receba nossa newsletter
Comece o dia com as notícias selecionadas  Clique e assine.





Namoro judaico