Seis startups de Israel apostam no Brasil

Seis startups de Israel apostam no BrasilIsrael é conhecida como a nação das startups, com mais de oito mil negócios inovadores em um país de apenas 8,7 milhões de habitantes. Essas startups aprenderam desde cedo que é preciso ir a outros países para crescer — e, agora, o Brasil se une à China e aos Estados Unidos como um grande alvo de expansão.
As startups israelenses Cybereason (cibersegurança), Intervyo (recursos humanos), MyHeritage (medicina e genética), SeeTree (agricultura), SuperUp(varejo) e SysAid (software) participam do ScaleUp inBrazilO programa tem como objetivo de acelerar o ingresso das empresas israelenses de tecnologia no país e foi criado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), pela ABVCAP (Associação Brasileira de Private Equity & Venture Capital) e pelo Israel Trade & Investment.

Um país grande e conectado

As startups israelenses apostam no Brasil pelo tamanho do mercado consumidor e o potencial de escalabilidade das soluções no país. Com 230 milhões de celulares inteligentes em uso no país, os brasileiros passam três horas por dia nos smartphones, elevando o país ao quinto maior do mundo em tempo gasto nos aparelhos. Ao mesmo tempo, esses usuários estão ansiosos por melhores soluções em diversos setores.
“Entendemos que havia uma chance de colocar o Brasil no radar de Israel pela dimensão do nosso mercado, alta demanda por tecnologia e baixa competição, entre outros fatores. Em áreas como agricultura, por exemplo, esse movimento já estava acontecendo”, afirma Ângela Ximenes, superintendente da ABVCAP e responsável pelo programa.

Postar um comentário

0 Comentários