Romênia: autoridades acham vala com judeus mortos no Holocausto

Romênia: autoridades acham vala com judeus mortos no Holocausto

Elisabeth Ungureanu foi responsável pelo estudo

Instituto 
Nacional para Estudo do Holocausto na Romênia informou que especialistas e autoridades estão tentando identificar os novos restos mortais.
Uma vala comum na qual se acredita que pode haver dezenas de judeus assassinados pelo exército da Romênia, aliado dos nazistas durante a II Guerra Mundial (1939-1945), foi descoberta no noroeste do país, informaram fontes da investigação à agência EFE, nesta quarta-feira (3).
"Depois das prospecções que fizemos, descobrimos fragmentos de ossos", disse Elisabeth Ungureanu, diretora de comunicação do Instituto Nacional para Estudo do Holocausto na Romênia Elie Wiesel, que estuda o Holocausto no país balcânico, à EFE.
"Acreditamos que esta vala comum tem conexão com a fossa que encontramos no ano 2010", acrescentou Ungureanu, em referência ao achado naquele ano de 36 judeus que foram assassinados no verão de 1941 pelo exército romeno.
Ungureanu afirmou que os especialistas do instituto e as autoridades romenas estão tentando identificar os novos restos, localizados em uma fossa a 15 metros de onde foi encontrada a anterior.
A primeira descoberta aconteceu graças a um sobrevivente do massacre que conduziu os investigadores até o local do massacre.
As autoridades acreditam que os judeus assassinados e enterrados nestas fossas procediam de Sculeni (na atual República da Moldávia) ou de Iasi, maior cidade do nordeste da Romênia.
Segundo o Instituto Elie Wiesel, 15.000 judeus foram assassinados entre 27 e 29 de junho de 1941 pelas autoridades romenas no pogrom de Iasi.
Entre 280.000 e 380.000 judeus morreram em áreas sob controle da Romênia durante a II Guerra Mundial.

Postar um comentário

0 Comentários