28/07/2019

Clipe musical com crianças brasileiras viraliza em Israel

Clipe musical com crianças brasileiras viraliza em IsraelPara marcar os três anos da maior comunidade de brasileiros em Israel, cerca de 60 crianças e jovens com idades entre 2 e 19 anos foram convidados para participar de um video clipe com a música que marcou os 71 anos da fundação do Estado Judeu.
vídeo com os brasileirinhos e alguns filhos de brasileiros residentes em Ra’anana e cidades vizinhas viralizou e foi notícia na imprensa local. A canção escolhida foi “Shevet Achim Vaachayot” (Tribo de Irmãos e Irmãs), cujo refrão começa diz “Aqui (Israel) é casa, aqui é coração, de você eu não abro mão, nossos pais são as raízes e nós as flores”.
Idealizado por Marcus Gilban e Marcos Homsani, o clipe foi editado por Rafael Guanabara. Todos cariocas e moradores de Israel há menos de três anos. “A ideia começou pequena e cresceu. Quando convidamos as famílias, esperávamos contar com umas 20 pessoas, mas tivemos 58 crianças e não pudemos receber mais simplesmente porque não cabia mais. Um dos maiores orgulhos do imigrante brasileiro é ver os filhos bem adaptados aqui. O resto a gente corre atrás”, explica Gilban, que também é um dos coordenadores da Kehilá Yalla Chaverim.
Criado em 2016, o grupo é uma plataforma de apoio e um espaço para intercâmbio entre imigrantes brasileiros antes, durante e depois da chegada à região do Hasharon, no centro de Israel, que abrange as cidades de Ra’anana, Kfar Saba, Hod Hasharon e Netanya.
Ra’anana é considerada a “capital brasileira” em Israel com cerca de 300 famílias. Atrai tanta gente por várias razões, entre elas a localização privilegiada – a apenas 20 minutos de Tel Aviv – e o alto nível de prosperidade que lembra os subúrbios americanos e europeus. Não à toa que também é a “queridinha” de imigrantes anglófonos, francófonos e agora brasileiros.
Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Compartilhe

Author:

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico.

0 comentários: