19/06/2019

Polonês de 19 anos que chamou príncipe Harry de “traidor da raça” é preso

Polonês de 19 anos que chamou príncipe Harry de “traidor da raça” é preso
Harry: Príncipe foi alvo de extremista polonês após casamento com a
atriz norte-americana Meghan Markle (foto), que é filha de mãe negra
 (Samir Hussein/WireImage/Getty Images)

Um jovem neonazista que chamou o príncipe Harry de “traidor da raça” meses depois do casamento do britânico com a atriz norte-americana Meghan Markle e insinuou que ele deveria ser baleado foi condenado a 4 anos e 3 meses de prisão nesta terça-feira, noticiou a rede BBC.

Michal Szewczuk, de 19 anos, publicou propaganda de extrema-direita na internet que incluiu uma imagem de Harry, o duque de Sussex, com uma arma apontada para a cabeça e a legenda “Te vejo mais tarde, traidor da raça”. A imagem foi postada meses depois do casamento de Harry com Meghan, filha de mãe negra e pai branco.
Szewczuk e o co-acusado Oskar Dunn-Koczorowski, de 18 anos, ambos cidadãos poloneses, se declararam culpados de incentivar o terrorismo, e Szewczuk também assumiu cinco acusações de posse de material passível de ser usado por alguém que planeja um ato terrorista.
“Dunn-Koczorowski e Szewczuk se veem claramente como superiores à maioria da sociedade, e sentem que sua tarefa é expressar suas crenças, ensinando outros por sua vez”, disse o detetive-chefe Martin Snowden, chefe de policiamento de contraterrorismo do norte da Inglaterra.

Compartilhe

Author:

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico.

1 comentários:

TEOLONET CURSOS TEOLÓGICOS disse...

Polonês idiota! Os poloneses foram tratados pelos nazistas durante a segunda guerra mundial como sub-humanos. Deveria ter nojo do racismo. Mas como é burro, não tem conhecimento dos fatos.