Israel reduz a zona de pesca em Gaza após disparo de foguete

Israel reduz a zona de pesca em Gaza após disparo de fogueteIsrael reduziu nesta terça-feira a zona de pesca autorizada de 15 milhas náuticas a seis no litoral da Faixa de Gaza, território palestino submetido a um bloqueio israelense, depois do disparo de um foguete deste território em direção ao Estado hebreu.
O território palestino sofre um bloqueio aéreo, terrestre e marítimo há mais de uma década.
Desde abril, Israel havia ampliado a zona de pesca para 15 milhas náuticas, a maior distância autorizada em anos.
Os limites além dos quais a marinha israelense aborda ou atira contra as embarcações palestinas variam dependendo das tensões. Nos últimos anos, a zona de pesca chegou a ser reduzida para três milhas náuticas.
Esta nova restrição à pesca permanecerá em vigor “até novo aviso”, de acordo com as autoridades israelenses.
A decisão foi tomada depois que um foguete foi lançado de Gaza na noite de segunda-feira, segundo um porta-voz do ministério da Defesa. O foguete caiu no Mar Mediterrâneo, a poucos quilômetros da costa israelense.
Uma fonte militar israelense acusou a Jihad Islâmica, a segunda força armada do enclave, de disparar o foguete.
De acordo com o sindicato de pescadores de Gaza, a zona de pesca foi estendida de 1 a 15 milhas ao sul, perto da fronteira com o Egito. Era de 12 milhas ao centro e 6 milhas ao norte, perto da fronteira israelense.
Quinze milhas é a maior distância autorizada por Israel em anos, uma área inferior às 20 milhas estabelecidas pelos acordos de Oslo, de acordo com a porta-voz de Gisha, Miriam Marmur, uma ONG que trabalha pela defesa da liberdade de movimento dos palestinos.

Postar um comentário

0 Comentários