Israel para em homenagem às vítimas do Holocausto

Israel para em homenagem às vítimas do Holocausto Como acontece todos os anos, Israel parou durante dois minutos nesta quinta-feira às 10H00 (4H00 de Brasília) ao som das sirenes em homenagem aos seis milhões de judeus vítimas do nazismo na Segunda Guerra Mundial.

Os motoristas desceram dos veículos, os ônibus pararam nas rodovias, assim como os pedestres nas calçadas.

Nas portas de estabelecimentos comerciais e prédios, os israelenses recordaram o Holocausto de pé, com a cabeça baixa. Os estudantes fizeram a mesma coisa nas escolas.

Na quarta-feira, durante uma cerimônia no memorial do Holocausto, Yad Vashem, em Jerusalém, o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu denunciou o aumento do antissemitismo no mundo.

"Vivemos um paradoxo: a admiração em todo o mundo pelo Estado dos judeus é acompanhada em certos meios pelo aumento do antissemitismo", declarou Netanyahu.

O primeiro-ministro citou o recente atentado que deixou um morto em uma sinagoga na Califórnia e uma charge, publicada no jornal New York Times, em que ele é retratado como um cão-guia levando o presidente americano Donald Trump cego e com uma quipá na cabeça.

O jornal americano pediu desculpas no sábado pela publicação do desenho, reconhecendo que "incluía clichês antissemitas"..

Postar um comentário

0 Comentários