CJM pede que Israel se aproxime mais dos judeus da diáspora

CJM pede que Israel se aproxime mais dos judeus da diáspora Em evento em Fórum promovido pelo Jerusalem Post, o presidente do Congresso Judaico Mundial (CJM), Ronald S. Lauder, disse nesta segunda-feira (6) que as comunidades judaicas ao redor do mundo estão se distanciando de Israel e que o Estado judeu precisa se reaproximar dessas comunidades e ouvir suas preocupações.
Lauder falou sobre sua preocupação com o distanciamento de Israel dos judeus liberais e progressistas da diáspora.
"O que vejo hoje em muitas comunidades (judaicas) com as quais conversei é que elas sentem que há um distanciamento entre elas e Israel", disse Lauder.
O presidente do WJC observou que muitas comunidades judaicas da diáspora são mais liberais, seculares e menos ortodoxas do que em Israel, e que essa seria uma das causas do distanciamento.
"A maioria das comunidades judaicas de hoje é liberal, secular ou reformista, e eles veem Israel como um país ultra-ortodoxo e não pluralista", disse ele, acrescentando que essa situação levou muitas comunidades judaicas da diáspora a "se sentirem isoladas".
Lauder propôs que Israel faça um esforço para se envolver mais com essas comunidades judaicas "e não apenas com as ultra-ortodoxas", sugerindo ao Ministério das Relações Exteriores de Israel que aceite esse desafio.

Postar um comentário

0 Comentários