Israel liberta dois presos sírios em troca de restos mortais de soldado

Israel liberta dois presos sírios em troca de restos mortais de soldadoIsrael libertou neste domingo (28) dois prisioneiros sírios como "gesto de boa vontade", depois de receber, no início do mês, os restos mortais de um soldado israelense que havia desaparecido há 37 anos e cujo corpo foi recuperado na Síria.
"Dois prisioneiros sírios foram entregues a representantes da Cruz Vermelha através da passagem de Quneitra, nas Colinas de Golã", informou o exército israelense em comunicado.
Representantes do governo israelense que preferem não se identificar anteciparam que a libertação iria acontecer em troca da entrega do corpo de Zachary Baumel, desaparecido na batalha de Sultan Yacoub, no Líbano, em 1982, e repatriado da Síria com a mediação da Rússia.
Um dos prisioneiros libertados tinha sido condenado em 2008 por tráfico de drogas, e o segundo era um residente em um campo de refugiados palestinos, em Damasco, preso em 2005 depois de ter tentado se infiltrar e atacar uma base do exército de Israel.
A libertação não foi aprovada pelo gabinete de governo interino, condição necessária segundo a lei local, mas foi validada pelo procurador-geral do Estado conforme uma solicitação do primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, de acordo com a imprensa israelense.

Entrega do corpo do soldado israelense

O enviado especial da Rússia para a Síria, Alexander Lavrentiev, afirmou no sábado (27) que a entrega dos restos mortais do soldado Baumel não tinha sido "uma ação unilateral".
Netanyahu disse que os corpos de outros dois soldados que permaneciam desaparecidos foram encontrados junto ao de Baumel, mas ainda não foram entregues a Israel.
Israel tem suas fronteiras fechadas com o Líbano e também com a Síria, mas manteve contatos com a Rússia para coordenar as intervenções militares em território sírio, onde Moscou apoia o regime do presidente Bashar al Assad, a exemplo do Irã, o que Israel considera sua principal ameaça.

Postar um comentário

0 Comentários