20.3.19

Perfume fascista cria polêmica nas eleições em Israel

Perfume fascista cria polêmica nas eleições em Israel
A ministra da Justiça de Israel, Ayelet Shaked - AFP
Um vídeo eleitoral que mostra uma ministra usando um perfume com o nome “fascista” provocou indignação nas redes sociais em Israel, único espaço no momento em que é possível exibir clipes de propaganda para as eleições legislativas de 9 de abril.

No vídeo, a ministra da Justiça, Ayelet Shaked – candidata chamada de “fascista” por seus oponentes – aparece usando um frasco de perfume com o nome “fascista”. Ao final, afirma com ironia: “Para mim, este é o perfume da democracia”.
Como a propaganda política na TV é autorizada apenas duas semanas antes das eleições, os partidos estão usando sobretudo as redes sociais para fazer campanha.

SHARE THIS

Author:

O Coisas Judaicas cobre uma das partes mais complicadas e controversas do mundo, o Estado de Israel. Determinado a manter os leitores totalmente informados e capacitá-los a formar e desenvolver suas próprias opiniões, o Blog existe de 2005 e sempre procuramos dar a nossos leitores noticias e opiniões avalizadas. Sobre Israel, a região e o mundo judaico.

0 coment rios: