• Ultimas

    Coisas Judaicas

    O Blog judaico

    22/03/2019

    Conib saúda nova postura do Brasil em Conselho da ONU

    Conib saúda nova postura do Brasil em Conselho da ONU O Brasil alterou seu tradicional posicionamento, votando contra moções anti-Israel hoje, no Conselho de Direitos Humanos da ONU. O item 7, ao qual o Brasil se opôs, é um projeto de resolução recorrente contra Israel e é o único item permanente na agenda do Conselho, visando apenas um país.

    "A Conib saúda a nova postura do governo brasileiro no Conselho de Direitos Humanos da ONU, rejeitando a sistemática condenação injusta e unilateral de Israel naquele órgão. Uma visão mais equilibrada dos conflitos na região contribuirá para se alcançar uma solução justa", declarou o presidente da Conib, Fernando Lottenberg.
    O Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas votou por 26 a 16 para condenar a "ocupação" de Israel das Colinas de Golan.
    Os países que se opuseram à votação, além do Brasil, incluíram: Austrália, Áustria, Brasil, Bulgária, Croácia, República Tcheca, Dinamarca, Hungria, Islândia, Itália, Japão, Eslováquia, Espanha, Togo, Ucrânia e Reino Unido.
    Os cinco países que se abstiveram foram: Camarões, República Democrática do Congo, Fiji, Ruanda e Somália. 
    O Conselho também votou, por 23 a 9 pelo embargo de armas contra Israel e pelo julgamento de israelenses por crimes de guerra por ações da IDF ao longo da fronteira de Gaza, no ano passado.
    Com o Brasil, Austrália, Áustria, Bulgária, República Tcheca, Fiji, Hungria, Togo e Ucrânia se opuseram à resolução.

    Também houve 14 países que se abstiveram: Argentina, Bahamas, Croácia, Congo, Dinamarca, Islândia, Índia, Itália, Japão, Nepal, Ruanda, Eslováquia, Reino Unido e Uruguai. A Espanha foi o único país europeu integrante do UNHRC que votou a favor da resolução.

    Um comentário:

    Maria de Carvalho disse...

    Que bom o Brasil acordou....
    Israel e o Brasil tem que estarem juntos.

    Business

    Comida Judaica

    Cultura

    Turismo