Condenação de acusados traz justiça para a comunidade Judaica

Condenação de acusados traz justiça para a comunidade JudaicaA Federação Israelita do Rio Grande do Sul (FIRS) elogiou a condenação de dois, de três acusados por participarem de agressão a judeus, em Porto Alegre. Os dois réus foram condenados por homicídio triplamente qualificado, com pena de 14 anos cada. O terceiro foi desclassificado por lesão corporal leve - crime já prescrito por decurso de tempo.

"Compreendemos a importância da justiça em casos como este, onde o ódio e a violência acometem inocentes, famílias e toda a sociedade, causando traumas irreparáveis. Apreciamos o serviço prestado pelo Ministério Público e advogados na resolução parcial deste caso que, aos poucos, traz paz para quem foi vitimado. Crimes de ódio, antissemitas e motivados por quaisquer preconceitos não podem ser tolerados e precisam ser punidos com a severidade com que acontecem. Ratificamos nosso compromisso com o combate a todos os tipos de intolerância e discriminação, fomentando o respeito para com os cidadãos e a sociedade, em busca da preservação da vida e de todas as comunidades".

O presidente da Conib, Fernando Lottenberg, também elogiou a decisão da justiça, afirmando que crimes de motivação racista ou antissemita devem ser duramente combatidos. "Não há lugar em nossa sociedade para crimes de ódio e a decisão da justiça deixa claro esse posicionamento". "A Conib e as suas federadas não vão esmorecer na luta contra esses crimes", disse Lottenberg.

O caso aconteceu em 2005, no Bairro Cidade Baixa, e nove pessoas foram pronunciadas a juri popular pelo crime. No ano passado, outros três réus foram condenados e mais três serão julgados em julho próximo. 

Postar um comentário

0 Comentários