07/01/2019

Israel vai pedir indenização a países árabes pela expulsão de judeus

Israel vai pedir indenização a países árabes pela expulsão de judeusIsrael anunciou que vai buscar indenizações no valor de 250 bilhões de dólares para os judeus que foram expulsos de países árabes, ou que foram forçados a deixar suas casas após a criação do Estado judeu. 

"Chegou a hora de corrigir a injustiça histórica dos pogroms (contra os judeus) em sete países árabes e o Irã, e indenizar centenas de milhares de judeus que perderam suas propriedades, o que é deles por direito", disse a ministra da Igualdade Social de Israel, Gila Gamliel, encarregada de coordenar a questão.

A emissora israelense de TV Hadashot informou na noite deste sábado (5) que pedidos de indenização estão sendo finalizados com relação a dois de oito países envolvidos: Tunísia, cujo pedido de indenização é de US$ 35 bilhões e Líbia (US$ 15 bilhões). Outros pedidos de indenização incluem Marrocos, Iraque, Síria, Egito, Iêmen e Irã

A organização Justiça para Judeus de Países Árabes (JJAC), grupo internacional de organizações comunitárias judaicas, calcula que cerca de 856.000 judeus de 10 países árabes - incluindo Argélia e Líbano - fugiram ou foram expulsos em 1948 e a partir desse ano, após violentos conflitos que deixaram muitos judeus mortos ou feridos.

Com a ajuda de uma empresa internacional, o governo israelense vem pesquisando, nos últimos 18 meses, os valores de propriedades e de ativos que esses judeus foram forçados a deixar para trás, segundo informou a emissora.
"Não se pode falar sobre o Oriente Médio sem levar em consideração os direitos dos judeus que foram forçados a deixar suas comunidades prósperas em meio à violência", disse Gamliel, membro do partido Likud do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu. "Todos os crimes cometidos contra essas comunidades judaicas devem ser reconhecidos".

A notícia sobre os pedidos de indenizações foi divulgada em momentos em que a administração Trump se prepara para anunciar a sua tão aguardada proposta de paz para o conflito israelo-palestino. Uma lei israelense de 2010 prevê que qualquer acordo de paz deve incluir a compensação às famílias de judeus que tiveram que deixar esses países fugindo de perseguições e da violência.

Compartilhe

Author:

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico.

0 comentários: