Breaking
Loading...
Menu

18/12/2018

Por que olhar para nossas unhas na Havdalah?

Por que olhar para nossas unhas na Havdalah?
Por Yehuda Shurpin
Quando fazemos a bênção sobre a vela havdalah durante a cerimônia pós-Shabat, há um costume de olhar para nossas unhas à luz da vela.
Benefício da Chama
O motivo básico para esse costume é que a pessoa deve ou não deve recitar uma bênção sobre o fogo a menos que esteja suficientemente perto da sua luz para se beneficiar dela e diferenciar entre as moedas de um pais e as moedas de outro.1 Portanto, as pessoas examinam suas unhas à luz da vela, pois é preciso uma quantidade similar de luz para diferenciar entre as unhas e a pele2 (lembre-se, antes da havdalah a pessoa não deve ter nenhuma moeda com ela).

Sinal de Bênção
À medida que nos preparamos para embarcar nas aventuras de outra semana, olhamos para nossas unhas, que são um sinal de bênção abundante, pois nunca param de crescer.3

Lembrança da Veste de Adam e Eva
Segundo o Midrash, originalmente Adam e Eva foram criados com ilhas transparentes que serviam como roupas.4
Como explicamos em Por Que Fazemos Uma Bênção Sobre Fogo na Havdalah? um dos motivos para fazermos essa bênção é que quando o sol começa a se pôr ao término do Shabat, a escuridão surgiu pela primeira vez, aterrorizando Adam, que pensou que a escuridão iria engolfá-lo. D'us então inspirou Adam, que pegou duas pedras e as bateu uma contra a outra, e surgiu o fogo. Naquele momento, Adam louvou a D'us e disse a bênção “Bendito sejas, Senhor nosso D'us… que criastes as leis do fogo.”
Quando Adam olhou para si mesmo no fogo, viu que sua roupa como unha tinha sumido, exceto as verdadeiras unhas.5

Unhas de Fogo
Segundo uma tradição midráshica, o fogo que Adam criou na verdade saiu de suas unhas. Portanto olhamos para nossas unhas quando fazemos a bênção sobre o fogo.6

Subjugando Forças Negativas
Alguns explicam que quando entramos na semana mundana, devemos mais uma vez combater negatividade, conflito e desafio. As forças espirituais negativas às vezes são associadas com as unhas (é por isso que pedaços de unha cortada devem ser descartados numa maneira especial, etc.). Quando olhamos para as unhas à luz da vela da havdalah, simbolicamente “enfraquecemos” sua energia.7

Para Que Olhar?
Além das unhas, também é costume olhar para as palmas, porque é um sinal que leva à bênção nas dobras das palmas.8 Portanto, o costume é apertar os quatro dedos sobre o polegar para que as unhas e a palma possam ser vistas ao mesmo tempo.9
Há alguns, como Chabad,10 que têm o costume de então esticar os quatro dedos e olhar para as costas de suas mãos, contemplando suas unhas.11

Quando Olhar?
Há costumes diferentes sobre se a pessoa deveria olhar para suas unhas antes ou depois que a bênção for dita.
O debate depende do motivo para a bênção.

Se for basicamente uma bênção de louvor (birkat hashevach) para p fenômeno natural do fogo, então a bênção deveria seguir a experiência. Assim como as bênçãos sobre raios e trovão. Se, no entanto, o motivo para a bênção for similar à uma bênção de benefício ( birkat hanehenin) como a bênção sobre a comida, então devemos primeiro faer a bênção e então apreciar o fogo. A prática mais comum (e o costume padrão de Chabad) é olhar para as unhas somente depois que a bênção de fogo for feita.12
NOTAS
1.
Talmud, Berachot 51 b e 53 b.
2.
Veja Pirkei de Rabi Eliezer, cap. 20; Sidur Rav Amram Gaon; Rosh, Talmud, Berachot 8:3; Tur, Orach Chaim 298; Shulchan Aruch HaRav, Orach Chaim 298:6.
3.
Rav Hai Gaon, citado em Shaarei Simchah, Hilchot Havdalah; Tur, Orach Chaim 298; Shulchan Aruch HaRav, Orach Chaim 298:6.
4.
Pirkei D'usRabi Eliezer 14; Bereshit Rabbah 20:12.
5.
Midrash, citado por Kol Bo 41. Baseado nesse motivo, alguns têm o costume de que mulheres não olhem para suas unhas, pois foi Eva quem primeiro pecou com o fruto proibido – veja Badei HaShulchan 96:8.
6.
Midrash, citado Kol Bo 41.
7.
Sefer Taamei Haminhagim 415.
8.
Rav Hai Gaon, citado em Tur, Orach Chaim 298.
9.
Isso segue o ensinamento do Zohar que você olhe somente para o lado externo dos dedos onde as unhas estão, mas não o lado interno dos dedos. Veja Zohar 1:20 b; Rema, Orach Chaim 298:3. Além disso, Rabi Schneur Zalman de Liadi escreve em seu Sidur que os dedos da pessoa deveriam cobrir seu polegar. Veja Piskei Sidur Admur HaZaken.
10.
O Rebe Lubavitch curvava seus dedos sobre o polegar, com a palma virada para cima, e olhava para suas unhas. Em seguida ele virava as mãos para cima, estendia os dedos e olhava novamente para suas unhas.
11.
Veja Shulchan Aruch HaRav, Orach Chaim 298:6.
12.
Veja Sidur HaTanya; Sidur Yaavetz; Sidur HaGra; Kitzur Shulchan Aruch 96:9; Igrot Moshe, Orach Chaim 5:9:9. Veja, no entanto, Mishná Berurá 296:31, que afirma que a pessoa deve fazer a bênção somente depois de olhar para suas unhas.


Compartilhe

Author:

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico.

0 comentários: