Netanyahu diz que evangélicos “são os melhores amigos de Israel

Netanyahu diz que evangélicos “são os melhores amigos de IsraelEm encontro com lideranças cristãs brasileiras na tarde deste domingo (30/12) no Rio de Janeiro, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, disse que os evangélicos são os melhores amigos de Israel no mundo. Entre os presentes estavam o cardeal-arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta e Silas Malafaia (da Assembleia de Deus), o prefeito Marcelo Crivella (PRB) e o governador eleito do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSL).
“Não temos no mundo amigos melhores do que a comunidade evangélica. E a comunidade evangélica não tem amigo melhor do que o Estado de Israel. Vocês são nossos irmãos e irmãs e nós protegemos os direitos dos cristãos”, disse Netanyahu.
Para o primeiro-ministro do país, o cristianismo nasceu do judaísmo. O chefe de Estado está no Brasil para a posse de Bolsonaro
O primeiro-ministro destacou que cristãos e judeus têm tradições e heranças comuns e que o cristianismo nasceu do judaísmo. No encontro com lideranças cristãs, Netanyahu recebeu uma imagem ampliada de um selo comemorativo dos Correios em homenagem a esta que é a primeira visita de  israelense no Brasil.
Segundo Netanyahu, Israel está agarrando as oportunidades do futuro e que o presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL), pode se juntar ao seu país para capturar o futuro. “Jair significa aquele que traz a luz [em hebraico]. Temos agora a oportunidade de juntos trazer muita luz para os povos do Brasil e de Israel”.
Mais cedo, em encontro com lideranças judaicas do Brasil, Netanyahu disse que Bolsonaro garantiu a mudança da embaixada brasileira de Telavive para Jerusalém. “Desde o tempo do rei Davi, Jerusalém foi capital do nosso povo, manteve-se capital do nosso povo e permanecerá a capital unida e eterna do povo judeu”, disse o premiê israelense.
Em encontro com jornalistas brasileiros, na manhã deste sábado, Netanyahu disse ainda que o Brasil é um dos principais focos da política externa israelense e que, desde 2017, Israel tem buscado ampliar parcerias entre as grandes economias mundiais, como Índia e China, e entre os países árabes. “Países árabes têm buscado Israel porque eles têm medo do Estado Islâmico, do Irã. Israel pode ser um aliado para eles”, disse.
NICOLA PAMPLONA/FOLHAPRESS
Nicola Pamplona/Folhapress
Pin this!
O primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, esteve na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, no sábado (29/12). (Foto: Nicola Pamplona/Folhapress)
Antes dos encontros, Netanyahu visitou o Pão-de-Açúcar com o governador eleito Wilson Witzel. Ontem, ele passeou pela Praia de Copacabana. Há a expectativa ainda de que o premiê israelense visite o Cristo Redentor. Netanyahu deve ficar no Rio durante a virada do ano e viajar para Brasília apenas no dia 1º, para acompanhar a posse de Bolsonaro.

Fonte: EBC

Postar um comentário

0 Comentários