Lieberman renuncia e pede novas eleições

 Lieberman renuncia e pede novas eleições O ministro israelense da Defesa, Avigdor Lieberman, renunciou hoje ao cargo e pediu a convocação de eleições antecipadas “o mais rápido possível”, por discordar do cessar-fogo com o Hamas. 

Líder do partido ultranacionalista Yisrael Beiteinu, ele explicou que tomou a decisão por não concordar com o cessar-fogo, alcançado ontem entre Israel e o grupo islâmico Hamas, que governa a Faixa de Gaza, e com a decisão de Israel de concordar em transferir para Gaza o pagamento feito pelo Qatar de milhões de dólares para cobrir salários de funcionários públicos palestinos. 

Lieberman disse ainda que todos os membros do seu partido deixarão a coalizão governista do premier Benjamin Netanyahu, que acusou de "se render ao terror" do Hamas. 


Postar um comentário

1 Comentários

Jorge Magalhães disse…
"Lieberman é o pior ministro da Defesa que Israel já teve" twittou o partido de Habayit Hayehudi, Bezalel Smotrich, um dos líderes mais eficazes do movimento dos colonos. Que ironia.