Escolas israelenses retiram o ensino da teoria da evolução

Escolas israelenses retiram o ensino da teoria da evolução
O Ministério da Educação de Israel está promovendo o ensino de outros tópicos de biologia em vez da teoria da evolução.

Alunos de escolas israelenses não aprendem sobre a teoria da evolução, ao invés dessa matéria eles estão aprendendo sobre adaptação e modificação genética de espécies.

O Ministério da Educação de Israel está promovendo o ensino de outros tópicos de biologia em vez da teoria da evolução.

De acordo com os educadores, não houve treinamento, mas eles receberam sugestões do ministério para usar outros tópicos durante as aulas. Quatro anos atrás, o currículo do ensino médio foi revisado.

No novo currículo, a teoria de Darwin foi omitida e substituída por estudos que ensinam sobre a sobrevivência de espécies e adaptações baseadas em fatores ambientais.

Um relatório do Pew Research Center de 2016 revelou que pouco mais da metade dos judeus israelenses acredita em evolução. Mas entre os religiosos, essa porcentagem diminui muito.

Apenas 3% dos judeus ultra-ortodoxos, 11% dos ortodoxos modernos e 35% dos judeus tradicionais acreditam na evolução. Entre os seculares (sem religião), 83% acreditam que os seres humanos e outros seres vivos evoluíram ao longo do tempo, de acordo com o relatório.

Mais judeus israelenses do que árabes acreditam na evolução. Dos árabes israelenses, apenas 37% acreditam no darwinismo.

Postar um comentário

1 Comentários

Unknown disse…
Concordo em gênero, número e grau com o presidente israelense! Fomos criados à imagem & semelhança do nosso Criador e não de macacos!!!