Relembrando Amalec

Coisas JudaicasA Torá ordena: "Lembre-se do que Amalec fez a você logo após a saída do Egito!" D’us dividiu o Yam Suf (Mar Vermelho) e afogou os egípcios. Todas as nações tremiam, apavoradas. Apenas Amalec ousou atacar. Eles queriam mostrar que D’us é fraco, e destruir Seu povo.
"E naqueles dias você estavam cansados de viajar." Os amalequitas atacaram secretamente, de surpresa, pela retaguarda, os judeus que andavam do lado de fora das Nuvens de Glória.
"Após estabelecer-se em Êrets Yisrael, o rei judeu deve destruir totalmente a nação de Amalec. Não deve poupar uma alma sequer."
Shaul, o primeiro rei de Israel, foi ordenado a guerrear e destruir todos os amalequitas. Ele venceu a guerra e matou todos os soldados Tomou Agag, o rei amalequita como prisioneiro. Agag implorou a Shaul que este poupasse sua vida. "Tenha misericórdia! Porque devo ser destruído?" suplicou Agag a Shaul.
Shaul sentiu pena de Agag, e deixou-o viver. Shaul também não matou todos os animais dos amalequitas, como a Torá exigia. O erro de Shaul causou trágicos resultados. Para entender melhor, leia a história a seguir.
Uma História
A Erva Vivificante
Um homem que viajava a Êrets Yisrael viu dois pássaros brigando. Ao final, um matou o outro. Apareceu um terceiro pássaro, com uma erva em seu bico. Este colocou a erva sobre o corpo do pássaro morto e algo espantoso aconteceu: o pássaro morto voltou à vida.
"Isto é incrível!" exclamou o homem. Ele correu, para conseguir a erva.
"Agora poderei ressuscitar os judeus mortos em Êrets Yisrael!" declarou alegremente.
O homem colocou a preciosa erva na sua mochila e continuou seu caminho. Pouco depois, avistou uma raposa morta num campo. "Vejamos se isto funciona mesmo," pensou, e colocou a erva sobre a raposa. Esta abriu os olhos e saiu andando!

O homem ficou maravilhado. Logo passou por um leão morto à beira da floresta. "Se a erva puder trazer um leão de volta à vida," pensou, "saberei que é realmente poderosa." Colocou a erva sobre o leão. Este levantou-se com um estrondoso rugido. Quando o leão avistou o homem, abriu a boca imediatamente e devorou-o.
O rei Shaul pensou que estava sendo bondoso poupando a vida de Agag. Qual foi o resultado?
Agag teve um descendente, Haman, que tentou aniquilar todo o povo judeu de uma só vez!

É uma mitsvá ler os versículos do final desta parashá uma vez por ano. Nós os lemos no Shabat que antecede Purim. Desta maneira, cumprimos o mandamento da Torá de lembrar o que Amalec fez ao povo judeu. A história de Purim nos conta como Haman, o iníquo e perverso descendente de Amalec quis destruir o povo judeu; mas D’us os salvou. Na época de Mashiach Amalec será completamente destruído.
Share on Google Plus

About Coisas Judaicas

No Coisas Judaicas, fazemos de tudo para manter nossos amigos e visitantes bem informados. Todo mês, mais de 45 mil visitantes do mundo inteiro procuram nosso Blog para ler sobre:Judaísmo, Israel e o mundo judaico. É a nossa missão

0 Comentários:

Postar um comentário

Deixe sua opinião

[Fechar]

Receba gratuitamente o melhor conteúdo do Coisas Judaicas no seu e-mail e fique sempre atualizado.

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner