Israel ataca Faixa de Gaza em resposta ao lançamento de foguetes


Israel ataca Faixa de Gaza em resposta ao lançamento de foguetesO exército israelense atacou esta quarta-feira a Faixa de Gaza em resposta ao lançamento de oito foguetes palestinos contra o seu território, que causaram ferimentos ligeiros em pelo menos três cidadãos israelenses, indicou hoje um comunicado militar.

"O exército está a atacar agora posições terroristas na Faixa de Gaza", anunciou um porta-voz militar, acrescentando que os alarmes das baterias antiaéreas soaram nos conselhos regionais israelenses vizinhos de Shar Haneguev, Hof Ashkelon, Eshkol e Sdot Neguev.

Em Gaza, segundo emissoras de rádio locais, aviões de combate israelenses bombardearam uma posição no norte do enclave com pelo menos cinco mísseis, desconhecendo-se ainda se o ataque fez vítimas.
O lançamento dos foguetes ocorre numa altura em que o Egito tenta mediar uma trégua entre Israel e o movimento islâmico palestino Hamas, no poder em Gaza
Dos foguetes lançados contra Israel, dois foram interceptados pelo sistema antimísseis Cúpula de Ferro, ao passo que seis caíram em território israelense e fizeram soar os alarmes antiaéreos, indicou o exército.

O lançamento dos foguetes ocorre numa altura em que o Egito tenta mediar uma trégua entre Israel e o movimento islâmico palestino Hamas, no poder em Gaza, e segue-se à morte, na terça-feira, de dois combatentes das brigadas Ezzedin Al-Qassam (o seu braço armado), por fogo de um tanque israelense.

O tanque atacou um posto de observação palestino após identificar disparos vindos de leste, que logo as brigadas indicaram que faziam parte de um exercício de treino e não eram dirigidos contra as tropas israelenses.

Hoje à tarde, o exército israelense anunciou que tinha havido fogo procedente da Faixa de Gaza contra um grupo de civis israelenses que trabalhavam no fosso de segurança entre o enclave costeiro palestino e Israel.

Os disparos atingiram um dos veículos em que se deslocavam os civis, e as tropas israelenses atacaram em resposta um posto do Hamas, indicou um comunicado militar.

A instabilidade na Faixa de Gaza aumentou com o início dos movimentos da Grande Marcha do Retorno, a 30 de março passado, e no último mês registaram-se várias escaladas de tensão, com disparos a partir de Gaza, manifestações e tentativas de infiltração e bombardeamentos e disparos israelenses.


Share on Google Plus

About Coisas Judaicas

No Coisas Judaicas, fazemos de tudo para manter nossos amigos e visitantes bem informados. Todo mês, mais de 45 mil visitantes do mundo inteiro procuram nosso Blog para ler sobre:Judaísmo, Israel e o mundo judaico. É a nossa missão

0 Comentários:

Postar um comentário

Deixe sua opinião

[Fechar]

Receba gratuitamente o melhor conteúdo do Coisas Judaicas no seu e-mail e fique sempre atualizado.

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner