06/08/2018

22º Festival de Cinema Judaico exibe 32 filmes de vários países


22º Festival de Cinema Judaico exibe 32 filmes de vários paísesNa seleção de documentários, destaque para “Árvores Vermelhas”, produção conjunta do Brasil, Reino Unido e Estados Unidos, na qual a diretora Marina Willer conta a saga de uma família, uma das 12 que sobreviveu ao Holocausto na antiga Tchecoslováquia.
Os brasileiros “Entebbe” e “Lila” devem contar com a presença dos diretores Ary Diesendruck e Renato Sacerdote, mais Alfredo
Sirkis e Silvio Da-rin para debates posteriores.
Quem aprecia música certamente gostará do documentário “Itzhak”, que acompanha a carreira de Itzhak Perlman. Vencedor na categoria Juri Popular dos festivais de cinema judaico de Atlanta, Honolulu, Palm Beach e Miami, deve lotar as salas onde for exibido durante o Festival de Cinema Judaico de São Paulo.
Entre os filmes incluídos no Panorama Israel estão “Dimona Twist”, dirigido por Michal Aviad a respeito da saga de 7 mulheres europeias e as vida delas na região desértica de Dimona nos anos 1950 e 1960. “Foxtrot” recebeu o Leão de Prata no Festival Internacional de Veneza, além de outros prêmios. Dirigido por Samuel Maoz, tem tudo para emocionar o público.
Destaque para “O Primo”, que relata a mudança de atitude de Naftali após um palestino que trabalha para ele ser acusado de um crime hediondo contra uma adolescente moradora do local. Com roteiro, direção e atuação de Tzahi Grad, o filme foi premiado no Festival de Haifa de 2017.
SALAS DE EXIBIÇÃO:
Teatro Arthur Rubinstein – Avenida Ruth Cardoso, 1000
Museu da Imagem e do Som – Avenida Europa, 158
SESC Bom Retiro – Alameda Nothmann, 185
Instituto Moreira Salles – Avenida Paulista, 2424

Compartilhe

Author:

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico.

0 comentários: