Header Ads

  • Breaking News

    Agunah o drama dos casamentos acorrrentados

    Oded GuezPrecedente: O tribunal anulou o casamento de Oded Guez.


    Após intensas discussões sobre o caso mais difícil de aguinut, o Tribunal Rabínico de Haifa anulou o casamento do casal e libertou a mulher de sua aguinut. "O tribunal não deixa uma pedra e não mede esforços para trazer alívio a todos os agunot.



    Agunah (hebraico: עגונה, plural: agunot (עגונות); literalmente "ancorado" ou "acorrentado") é um termo da Halachá para uma mulher judia que é "acorrentada" ao seu casamento. É usado para se referir a uma mulher cujo marido recusa, ou é incapaz, de conceder-lhe um documento de divórcio na lei religiosa judaica, conhecido como get.



    Oded Guez se recusou a dar o divorcio a sua esposa. Foi pressionado pelo Tribunal Rabínico e mesmo assim ficou firme em sua decisão. Foram usadas varias artimanhas para convence-lo inclusive perdeu seu trabalho como professor na Universidade Bar Ilan. Fugiu para a Europa com passaporte falso e sempre seguido pelos agentes do Tribunal Rabínico. 



    Depois de investigações e busca de soluções para convence-lo, o Tribunal Rabínico descobriu um motivo para cancelar o casamento: uma das testemunhas que assinou a Ktuba não era shomeret Shabat ( preservava o Shabat) e com este fato eles cancelaram o casamento. 



    De acordo a Halacha as testemunhas de uma união religiosa judaica devem ser shomrim Shabat. Como neste casamento uma das testemunhas não era, isso permitiu o cancelamento. 
    São artimanhas que o Tribunal Rabínico usa para salvar as mulheres da aguinut, isto é, sem divorcio e sem marido proibidas de refazer suas vidas.

    Nenhum comentário

    Deixe sua opinião

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad

    Web Statistics