Korach

Korach
Nossa Parashá começa com as palavras “E pegou Korach”.


Nossos sábios analisam essa linguagem dizendo que ele ”pegou uma mercadoria ruim”


E aparentemente por causa da continuação da história onde Korach faz uma revolução inteira contra Moshe, a “mercadoria ruim” provavelmente seria a Machloket (fazer intrigas e causar brigas)


Ou seja,  ele pegou uma “mercadoria” que se compara à uma maçã podre que apodrece as que estão próximas a ela.


Korach pegou a “Machloket” e contaminou com ela todos os que estavam geograficamente próximos à ele.


Mas como dissemos, tudo isso é aparentemente. O Ari Zal diz que por trás da expressão dos nossos Sábios está um assunto muito mais profundo.


Moshe Rabeinu era a reencarnação do lado bom da alma de Hevel (Abel) e toda a geração do deserto são ramificações da alma de Moshe.


Todos fora um: Ytró, que era a parte boa da alma de Cain.


Ytró trouxe Tzipora para Moshe e se converteu ao judaísmo fazendo o “Tikun” (o conserto) do lado bom da alma de Cain.


Korach era a reencarnação do lado ruim da alma de Hevel (Abel), ou seja, a parte da alma de Hevel que foi mais afetada pela mistura espiritual entre o bem e o mal causada por Adam Harishon.


Mesmo vindo Korach de uma linhagem privilegiada dentro de uma tribo privilegiada e mesmo tendo ele estudado muita Torá, por meio de suas más ações ele recebeu uma encarnação em vida do lado ruim da alma de Cain.


D’us não  dá para alguém um trabalho que ele não tenha recebido as forças para fazê-lo, e ao contrário de Ytró que não nasceu judeu mas nasceu em uma família idólatra e fez todas as idolatrias tendo que se esforçar ao extremo para se tornar um bom judeu, Korach já nasceu um judeu religioso e de linhagem privilegiada


todo o teste dele nesse mundo era só o de não jogar fora tudo o que recebeu e assim seriam consertados por ele os lados ruins das Almas de Cain e Hevel elevando ele aos mais altos níveis

As almas de quase todo o povo de Israel eram ramificações da alma de Moshe e por isso de maneira natural Moshe era o líder do nosso povo e não outro.

A Torá é um remédio para a nossa Alma, mas existem pessoas que conseguem transformar ela em um veneno

Dizem nossos Sábios que a Torá é um remédio para a nossa Alma, mas a mesma Torá pode ser um veneno se a pessoa que a estuda causar isso.


A mesma Torá que  foi o remédio que tirou Ytró da idolatria, essa mesma Torá nas mãos de Korach se tornou um veneno que contaminou duzentas e cinquenta pessoas, e se não fosse o milagre da terra se abrir contaminaria o povo inteiro


A Alma de Cain, por não ter sido refinada por Korach acrescentou maldade à maldade dele causando com que ele se revoltasse contra Moshe e influenciando vizinhos estudiosos a fazer igual, “envenenando” a Torá deles também.


Porque a terra tinha que se abrir

Quando Ytró ouviu que os egípcios afundaram no mar vermelho ele disse: Agora eu sei que Hashem é maior do que todos os ”deuses”, porque o que eles fizeram (afundaram as crianças judias no Nilo) aconteceu para eles!


Aprendemos com Ytró que quando a pessoa não faz o “Tikun” de uma maneira positiva (como fez Ytró) o Tikun acontece de maneira negativa, o que a Torá chama de “midá knegued midá”, ou seja, “o que eles fizeram acontece para eles”


Por isso Moshe disse para eles:- “Se essas pessoas morrerem como qualquer pessoa não foi D’us que me mandou, mas se a terra se abrir...etc”.

Terminando de falar essas palavras a terra se abriu e Korach com todos os seus cúmplices foram absorvidos por ela.

Isso era o “midá knegued midá” de Cain e Hevel.

Cain matou Hevel por vaidade e a terra se abriu para receber o sangue de Hevel, agora Korach, a reencarnação de Cain , por vaidade tenta matar Moshe classificando ele como falso profeta, e a terra se abre para receber Cain e seus cúmplices, “midá knegued midá”.


Conclusão:

Aprendemos com Korach a não ser como Korach!

Aharon Hacohen era o contrário de Korach. Toda a vida se dedicou a fazer as pazes entre as pessoas e entre maridos e mulheres  mesmo que para isso tivesse que ser “aparentemente” um pouquinho menos “religioso” do que Korach, falando de vez em quando uma ”mentirinha” para fazer as pessoas se reconciliarem.


A Torá diz para ficarmos longe da mentira, mas Aharon Hacohen era o médico especialista que sabia dosar a mentira na dose correta transformando o veneno em remédio enquanto que Korach conseguiu transformar a Torá que é o remédio para tudo em um veneno mortal.


Hashem fez o cajado de Aharon florir e dar frutos mostrando que essa pessoa que transformou corações duros em flores e frutos de reconciliação ele tem que ser o Cohen Gadol, ele que é o escolhido por D’us !
Share on Google Plus

About Coisas Judaicas

No Coisas Judaicas, fazemos de tudo para manter nossos amigos e visitantes bem informados. Todo mês, mais de 45 mil visitantes do mundo inteiro procuram nosso Blog para ler sobre:Judaísmo, Israel e o mundo judaico. É a nossa missão

0 Comentários:

Postar um comentário

Deixe sua opinião

[Fechar]

Receba gratuitamente o melhor conteúdo do Coisas Judaicas no seu e-mail e fique sempre atualizado.

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner