Meron

Meron - Coisas Judaicas
Monte Meron
Não muito distante da gruta onde Rabi Shimon e seu filho Elazar esconderam-se por treze anos está a aldeia de Meron. Lá, no alto das lindas montanhas da Galiléia, está o local onde foi sepultado Rabi Shimon, venerado até os dias de hoje como um dos locais mais sagrados na Terra de Israel.
A cada ano em Lag Baômer, dezenas de milhares de judeus dirigem-se a Meron com suas famílias, para celebrar o dia de Rabi Shimon. Vêm de todas as partes do país e do mundo todo, para rezar sobre seu túmulo, estudar seu sagrado Zôhar e para dançar, cantar e festejar.
Na véspera de Lag Baômer, os campos e montanhas perto de Meron ficam repletos de pessoas até onde a vista pode alcançar. Alguns montam barracas e passam a noite, ou mesmo vários dias. Canções e risos, e o odor de comidas deliciosas enchem o ar. Ao cair da noite, as pessoas fazem fogueiras gigantes, iluminando a escuridão com a luz brilhante e reluzente da Torá.
Esta festa é chamada a "Hilulá (banquete de núpcias) de Rabi Shimon bar Yochai" - uma celebração não apenas aqui neste mundo, mas no mundo superior dos anjos, e além deste. Tem sido uma tradição por muitas centenas de anos, e alguns dos maiores Sábios de todos os tempos seguiram este costume. Todos os tipos de judeus se reúnem em Meron por ocasião de Lag Baômer - judeus orientais, judeus europeus, judeus israelenses - e pelo grande mérito de Rabi Shimon, todos estas pessoas de origens diferentes se reúnem como se fossem uma só.

Postar um comentário

0 Comentários