Explosão na faixa de Gaza mata seis militantes do Hamas

Explosão na faixa de Gaza mata seis militantes do  Hamas
Explosão acontece em meio aos protestos semanais feitos pelos palestinos e apoiados pelo Hamas na fronteira entre a faixa de Gaza e Israel.

Uma explosão na faixa de Gaza neste sábado (5) matou seis membros do Hamas, disse o grupo. A facção culpou Israel pelo caso, mas o governo do premiê Binyamin Netanyahu não quis responder comentar a acusação.

Segundo o ministério da Saúde de Gaza, seis pessoas morreram e três ficaram feridas em uma explosão que parecia acidental na zona de Az Zawayda, no centro do enclave.
As vítimas faziam parte das Brigadas Ezedin al-Qasam, braço armado do Hamas, disse o próprio grupo em counicado. A nota também disse que Israel foi o culpado pela explosão, mas não explica como isso teria acontecido.

O grupo também não apresentou nenhuma prova de que houve um bombardeio israelense ou de que Tel Aviv estivesse envolvido de alguma maneira.  

Segundo o comunicado, o incidente aconteceu durante uma "operação complexa de segurança". O Hamas, que controla a faixa de Gaza, classificou o caso como um "crime deplorável", cometido pelos "inimigos sionistas".
Uma porta-voz do Exército israelense disse que não iria comentar sobre o caso. 
A explosão acontece em meio aos protestos semanais feitos pelos palestinos e apoiados pelo Hamas na fronteira entre a faixa de Gaza e Israel. Desde o início dos atos, em 30 de março, 43 palestinos morreram em confrontos com as tropas israelenses. 

Com informações da Folhapress.

Postar um comentário

0 Comentários