Shemini

  www.coisasjudaicas.com

בס''ד

לעילוי נשמת

מזל בת אסתר  נאצר ז''ל נלב''ע ה' סיון תשמ''א
חיים בן שפיאה נאצר ז''ל נלב''ע י''ז שבט תשס''ב

אסתר בת אולגה שמאע ז''ל נלב''ע י''א כסלו תשנ''ה

מרדכי בן שרה הכהן דואק ז''ל נלב''ע כ''ו תמוז

גרשום בן עקיבא רבינוביץ ז''ל ב' אלול

Sinais de pureza animal  

Kashrut do leite e da carne

Nossa Parashá nos conta que a Torá classifica os animais que ruminam e tem o casco fendido como animais "puros" e portanto podemos beber seu leite e comer sua carne


Mesmo que para comer a carne do animal não é o suficiente eles terem esses dois sinais, mas também eles devem passar por um procedimento de abate Kasher chamado de Shechitá

O sangue tem que ser retirado [também na nossa Parashá] e temos que tirar dele um nervo [em Latim nervus ischiadicus]  

Quando você compra a carne em um açougue Kasher [http://www.livenn.com.br] tudo isso já foi feito.

O "Shochet" (judeu religioso que faz o abate Kasher) só pode fazer o abate de um animal que seu professor de "Shechitá" aprendeu a fazer pela tradição que passa de geração em geração

Conclusão: se você descobre em algum lugar um novo animal com esses dois sinais de pureza, que não se cruza e tem filho fértil com as espécies que o Shochet aprendeu a fazer a Shechitá (se cruzar e ter filho fértil seria uma prova de que ele é uma raça de uma dessas espécies e não uma espécie nova), você só poderá​ tomar o leite dele mas não comer da sua carne

Animais com somente um sinal de pureza não são Kasher

A Parashá nos conta sobre quatro espécies de animais que são classificados pela Torá como impuros por terem somente um sinal de pureza.


Os nomes deles em hebraico são :"chazir" , "Gamal" , "Arnevet" e "Shafan". Não podemos usar seu leite nem comer sua carne.

O Gamal, a arnevet e o shafan são ruminantes mas não tem casco fendido, o chazir tem o casco fendido mas não é ruminante.

O "chazir" é traduzido diretamente como "porco", único animal no mundo que tem casco fendido e não rumina.
 

O "Gamal" é o camelo, ele rumina mas sua pata é parecida com uma pequena almofada, não é casco (O camelo, o dromedário, o lhama, a alpaca, a vicunha e outros camelídeos são todos raças de uma mesma espécie , cruzam- se entre si e tem filho fértil como foi feita a experiência nos U.A.E.).

Fora o Gamal não encontramos outros animais que ruminam mas não tem casco fendido! Então quem são o Shafan e a Arnevet ?   

Raças e espécies:

     Nas traduções antigas da Torá para o latim e de lá para as demais línguas, o Shafan é traduzido como Coelho e a Arnevet como lebre. O primeiro problema com essa tradução é que a Torá fala sobre quatro animais diferentes, quatro espécies e não quatro raças.


O que determina a espécie pela Torá é o fato de eles se cruzarem entre si e terem um filho fértil, isso é a prova de que pertencem à mesma espécie e que essa espécie saiu da arca de Noé e recebeu a benção de Hashem para se multiplicar.

Quando uma espécie se cruza com outra, ou não tem filhos ou o filho não é fértil. 

Issoporque essa nova espécie não saiu da Arca de Noé e não recebeu a Brachá de Hashem para se multiplicar.


Noach colocou na arca somente um cachorro e uma cadela e hoje vemos inúmeras raças de cães , tão diferentes umas das outras que parecem espécies diferentes, mas a prova de que são somente raças de uma mesma espécie é que todos se cruzam entre si e tem filhos férteis (no Brasil esse é o famoso "vira latas").

O Coelho e a lebre cruzam-se entre si e tem filho fértil constatando que são apenas duas raças de uma mesma espécie.

Outro problema (que é o principal) é que nem o Coelho e nem a Lebre são ruminantes.


Se o fato de eles mexerem a boca o tempo todo os considera ruminantes, existem inúmeras espécies que se comportam assim, e a Torá fala sobre a existência de somente três espécies que ruminam mas não tem casco fendido.

Se o fato de eles comerem por engano os próprios excrementos os torna ruminantes, o porco também tem esse comportamento e a Torá atesta que ele não é ruminante

O editor do primeiro dicionário de hebraico atual, Even Shoshan, teve que traduzir Shafan e Arnevet como Coelho e lebre por assim terem sido traduzidos anteriormente pelas traduções da bíblia para outras línguas,

mas sabendo que esses animais não conferem com o Shafan e a arnevet da Torá, disse que provavelmente devem ser um Coelho e lebre do "extremo oriente" (termo usado antigamente para dizer que esse animal caso exista está bem longe de nós e nunca o vimos).

Hoje que os animais do "extremo oriente" também foram classificados, não encontramos fora o camelo (em todas as suas versões) outras duas espécies de animais que ruminam mas não tem casco fendido

Conclusão: o Coelho não é o Shafan e a Arnevet não é a lebre, e o Shafan e a Arnevet são dois animais que não foram mais encontrados, talvez dois animais extintos.

Curiosidade

A Guemará em Meguilá nos conta que Talmai, rei da Grécia que dominava a terra de Israel, colocou 72 sábios de Israel em 72 casas separadas e ordenou a cada um deles pessoalmente traduzir a Torá para grego.

Cada um dos setenta e dois Sábios pensava que só ele estava traduzindo a Torá e mudou algumas coisas que pudessem ou causar um decreto do rei contra o estudo da Torá ou dar a impressão que a Torá se assemelha à idolatria. Por milagre todos esses 72 sábios mudaram exatamente as mesmas palavras

Uma das coisas que eles mudaram foi o nome da Arnevet que na sua tradução para o grego seria o nome da esposa de Talmai, para que ele não ficasse furioso em pensar que os judeus colocaram o nome da esposa dele na Torá.

Talvez nessa hora de emergência jogaram o nome da Arnevet à lebre e talvez foi aí que tudo começou.

Talvez para os povos do mundo que traduziram a Torá como pentateuco não importava quem eram o shafan e a arnevet, sendo que para eles não têm muita relevância se o animal é impuro por ter um sinal de pureza ou por não ter nenhum

Mas para nós esse assunto é gravíssimo pelo fato de a Guemará em Hulin 60b dizer que o fato de Moshe Rabeinu sem ter experiência com animais exóticos saber que somente quatro espécies de animais no mundo inteiro tem somente um sinal de pureza é um argumento para provar que a Torá é Divina

Quando usamos a tradução cristã da Torá sobre o Shafan e a Arnevet como coelho e lebre estamos fazendo o contrário, colocando na mão de todos uma prova de que a Torá não é Divina

Talvez ninguém queira corrigir esses erros de tradução para não assumir que errou durante dezenas de anos desde a primeira tradução Judaica da Torá, mas é melhor corrigir isso agora transliterando Shafan e Arnevet e não traduzido como coelho e lebre sendo que a tradução está explicitamente errada. Como diz o ditado "antes tarde do que mais tarde" !

Sefirat Haomer :

Entre Pessach e Shavuot contamos durante 49 dias a "Sefirat Haomer" (contagem do omer). Esse mandamento da Torá tem um lado muito profundo. Em Pessach fomos libertados do Egito, terra das limitações materiais e espirituais e em Shavuot vamos receber a Torá.


Entre a saída das "limitações" e o recebimento da Torá temos que refinar 49 aspectos diferentes da nossa personalidade, 49 combinações diferentes dos nossos sentimentos.

Porque não esperamos até o recebimento das Torá para reinventar as nossas atitudes?

Porque se acrescentarmos a Torá à um mal caráter somos capazes de usar a Torá para justificar esse mal caráter e no lugar de ela se tornar um remédio para a nossa alma ela se torna um veneno

Por isso temos sempre que revisar o nosso comportamento em todos os seus 49 aspectos e nunca errar achando que o fim justifica os meios, como disse Raba na Guemará :- O objetivo da sabedoria é a Teshuvá e as boas ações, para que não aconteça de uma pessoa estudar Torá e depois sair por aí dando pontapés no seu pai, na sua mãe, no seu mestre e etc... (ou até jogando pedras na polícia em pleno Shabat)!


Então, vamos aproveitar essa abertura lá de cima e refinar o nosso caráter, muita generosidade, muita alegria e muita tranquilidade em todas as situações!

🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷
Agradecemos à Fernanda e Elias Messer que por meio da sua empresa Line Life apóiam a  nossa ONG TORÁ

Nossos agradecimentos também à querida família Nasser, às famílias Gueler e Rabinovich, à empresa Neeman despachantes aduaneiros à Francis e Fábio Grossmann (grupo Facislito) ,à Roger Ades e família, à querida família Guttmann, e à família Worcman grupo  hotel Rojas


À Família Grinszpan, à Samy Sarfatis Metta , à Paola Yael Marino , à Lígia Marie,

à empresa Adar Tecidos , à nossas voluntárias e à todos vocês que lêem a nossa Parashá.


Que Hashem dê à eles e à todos vocês muito sucesso, muita saúde, muito dinheiro e felicidades judaicas de toda a família!


Para o horário das velas de Shabat acesse ao site

http://pt.chabad.org/calendar/ zmanim_cdo/aid/900177/jewish/H orrio-Halchico.htm e escreva o nome da sua cidade


🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷🌷


Nosso projeto ONG TORÁ ISRAEL continua precisando de um apoio especial


Nosso novo e-mail é ongtoraisrael@yahoo.com.br .


Receba-o com carinho, e mesmo se você não puder doar alguma coisa responda o e-mail com um Yashar Coach para a Edna, nossa voluntária que está dedicando à esse projeto de corpo e alma


Nossos agradecimentos à Yehuda e Laura Carmi que já apoiam esse projeto!

Se você também quiser ter o mérito de participar, entre em contato diretamente com a nossa voluntária que está cuidando dele  Full time.
Share on Google Plus

About Coisas Judaicas

No Coisas Judaicas, fazemos de tudo para manter nossos amigos e visitantes bem informados. Todo mês, mais de 45 mil visitantes do mundo inteiro procuram nosso Blog para ler sobre:Judaísmo, Israel e o mundo judaico. É a nossa missão

0 Comentários:

Postar um comentário

Deixe sua opinião

[Fechar]

Receba gratuitamente o melhor conteúdo do Coisas Judaicas no seu e-mail e fique sempre atualizado.

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner