Header Ads

  • Breaking News

    A encrenca dos casamentos mistos


    A encrenca dos casamentos mistos
    Caso seus pais sejam ortodoxos ashkenazitas ou sefaraditas (mesmo que seculares) seus filhos não terão cerimônia de "recebimento do nome hebraico" (para meninas) ou brit mesa (para meninos). 

    É ai que a maioria dos casais tem uma surpresa-decepção do tamanho do mundo.
    Primeiro, temos  que esclarecer algo: SEFARADITAS não possuem divisões religiosas, como ashkenazitas.  100% de sinagogas sefaraditas seguem o ritual ortodoxo e não ha nem sonho de negociação.

    É no lado ashkenazita do Judaísmo que ha diferentes grupos como Reformistas, Conservadores, Ortodoxos Modernos, Ortodoxos "convencionais", Yeshivish, Hassidim etc.

    Sendo assim... Caso um rapaz sefaradita se case no CIVIL com uma garota não judia, assim que uma criança nascer desta união... Caso for menina, não terá direito a receber um nome hebraico na sinagoga no oitavo dia de nascimento. E caso for menino, não terá direito de ter brit milah. A criança não será considerada judia.

    Caso uma garota judia sefaradita se case com um rapaz não judeu, assim que nascer uma criança, tal criança será considerada judia, porém... Quando chegar o dia da cerimônia de dar o nome hebraico a menina, o pai não judeu não será chamado para a bimah (frente da sinagoga) e caso a criança seja um menino, o pai não judeu não será chamado a frente para ter parte (segurar criança e tas) para o brit milah. Tipo  é complicado isso  acontecer... e o pai não judeu fica totalmente perdido, e a mãe judia da criança também fica perdida e irritada por ver o marido de escanteio... enfim... é bem triste.

    O mesmo descrito acima se aplica para comunidades ashkenazitas ortodoxas.


    Nenhum comentário

    Deixe sua opinião

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad

    Web Statistics