Igreja do Santo Sepulcro fecha as portas em Jerusalém

 Igreja do Santo Sepulcro fecha as portas em JerusalémEm protesto, Igreja do Santo Sepulcro fecha as portas em Jerusalém

Segundo líderes religiosos, cobrança de impostos 'é tentativa de debilitar a presença cristã' na região.

JERUSALÉM - A Igreja do Santo Sepulcro, em Jerusalém, fechou as portas neste domingo como uma forma de protesto contra uma nova política de impostos de Israel e uma lei proposta de expropriação de terras, que líderes religiosos chamaram de "um ataque sem precedentes aos cristãos na Terra Santa". Líderes das Igrejas Católica Romana, Ortodoxa e Armênia disseram que o local, onde cristãos acreditam que Jesus foi crucificado e enterrado, continuaria fechado até nova ordem.

"Como forma de protesto, decidimos tomar esta medida sem precedentes e fechar a Igreja do Santo Sepulcro", disseram os principais líderes religiosos em um comunicado. Eles estiveram no templo ao meio-dia (horário local) para anunciar o fechamento até que seja encontrada uma solução com as autoridades israelenses.

Após o protesto, um comitê do Gabinete israelense atrasou em uma semana sua avaliação, agendada para este domingo, do projeto de lei que permitiria ao Estado expropriar terras em Jerusalém vendidas por Igrejas a empresas imobiliárias nos últimos anos. O objetivo declarado do projeto de lei é proteger os locatários contra a possibilidade de que empresas privadas não prolonguem seus contratos de arrendamentos de terras.
 Igreja do Santo Sepulcro fecha as portas em Jerusalém


As Igrejas são as principais proprietárias da cidade. Elas dizem que a lei tornaria mais difícil para elas encontrar compradores para terras da Igreja — vendas que ajudam a cobrir gastos de operação para suas instituições religiosas. Em comunicado, elas classificaram o projeto como "detestável", "lembrando leis similares ditadas contra os judeus durante o período mais obscuro da Europa".

A polícia de Israel ordenou imediatamente a evacuação dos peregrinos que visitavam o lugar "por razões de segurança". Os acessos à igreja foram fechados.
Nas redes sociais, turistas lamentaram o fato de não poder visitar o local.






Share on Google Plus

About Coisas Judaicas

No Coisas Judaicas, fazemos de tudo para manter nossos amigos e visitantes bem informados. Todo mês, mais de 45 mil visitantes do mundo inteiro procuram nosso Blog para ler sobre:Judaísmo, Israel e o mundo judaico. É a nossa missão

0 Comentários:

Postar um comentário

Deixe sua opinião