Header Ads

  • Breaking News

    Inferno a caminho do Céu

    Por Dov Ber Pinson

    O conceito judaico sobre o inferno é bastante diferente do que comumente se acredita ser um beco sem saída - uma conseqüência eternamente dolorosa de uma vida espiritualmente falida. A palavra hebraica "Gehinom" não tem uma tradução exata, mas aproxima-se bastante da palavra "inferno." Gehinon, na verdade, é um processo de restauração e recuperação, não uma condição permanente. A alma que chega ao Gehinom pode ser comparada a uma pessoa que inicia uma terapia, purgando-se da negatividade e preparando-se para enfrentar seu verdadeiro eu.

    Como explicou o cabalista do século dezessete, Rabi Naphtali Bacharach: "Gehinom é como uma esponja: suga a negatividade que se impregnou durante a jornada da alma na terra, permitindo que a alma retorne a seu estado original." Portanto, Gehinom é uma estação de aprendizado - um processo por meio do qual uma alma termina por progredir - que possibilita à alma ser uma com sua Fonte.

    O que é uma alma? O dicionário a define como "a parte espiritual de um ser humano, sobre a qual se acredita que continue a viver depois da morte do corpo." No judaísmo, a alma é considerada como "um pedaço do Infinito," que, por meio da vida, coleciona experiências, emoções e pensamentos que permanecem em sua memória.

    A vida é vivida plenamente quando o corpo e alma estão em harmonia. O judaísmo vê as necessidades básicas como manifestações da alma. Os desejos por um significado, intimidade e conforto não são ignorados ou reprimidos, mas expressos em um contexto veemente e equilibrado. É por este motivo que a Torá, o plano de D'us para a vida, focaliza as ações físicas. Não é um código penal; ao contrário, é uma fórmula para a alma domar as forças do corpo para que cumpram sua missão na terra.

    Os seres humanos nascem puros. "Muito boa" - é assim que a Torá descreve a criação da humanidade (Bereshit 1:31). A alma foi, é e sempre será uma propriedade Divina. Embora às vezes possamos obscurecer esta pureza, terminaremos por voltar àquele estado. Com a morte, os elementos físicos do corpo retornam a sua fonte, ao passo que a alma retorna a Sua Fonte. "O pó retornará à terra como era, e o espírito retornará a D'us Que o concedeu" (Cohêlet 12:7). O misticismo judaico explica onde, quando e como ocorre esta reunião.
    A harmonia entre corpo e alma durante a vida determina as experiências da alma depois da vida. Se uma alma é equilibrada e realizada, entra num estado de Gan Eden (paraíso), onde a alma é reunida com sua Fonte, destituída de ego, dor e ressentimento. Para as pessoas que estão conectadas a sua alma, a morte não é de forma alguma dolorosa. O Zohar ensina que quando uma alma deixa seu corpo, surge a Shechiná (Presença Divina feminina), e a alma sai em júbilo e amor para saudá-La. Talvez isso explique por que quase todas as pessoas que alegam terem passado por uma experiência de quase-morte vêem uma luz brilhante e descrevem grande felicidade. Se, durante sua estada na terra, a alma tornou-se arraigada e imersa em materialismo, a Shechiná se afasta, e a alma inicia este processo sozinha. Parte deste processo é a percepção de que o corpo tem enganado a alma durante todo o tempo.

    "Uma pessoa é medida" - afirma o Talmud - "pela sua própria avaliação." O corpo e a alma estão em um relacionamento e uma pessoa escolhe qual deles guiará as decisões da vida. Por fim, todas as almas passarão por esta reunião, tanto com seus entes queridos, como com a Fonte de onde se originou cada alma. A única diferença é como cada alma chegará. Uma alma pode retornar à terra para uma segunda vida, dependendo se seus talentos e atributos especiais serão necessários por uma nova geração, mas este é um assunto para uma outra ocasião.

    Dov Ber Pinson é um escritor famoso e conferencista sobre Cabalá. Seus livros incluem Reencarnação e Judaísmo; A Jornada da Alma; Meditação e Judaísmo: Explorando os Caminhos Meditativos Judaicos e Ritmos Interiores; e A Cabalá da Música.

    Nenhum comentário

    Deixe sua opinião

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad

    Web Statistics