Abbas quer que UE reconheça estado da Palestina

Abbas quer que UE reconheça estado da PalestinaO Presidente palestino, Mahmud Abbas, vai pedir oficialmente à União Europeia (UE) que reconheça o Estado da Palestina, na sua visita de segunda-feira a Bruxelas, declarou o ministro dos Negócios Estrangeiros palestino, Riyad ak-Malki.

"[Mahmud Abbas] espera dos ministros dos Negócios Estrangeiros europeus que eles reconheçam colectivamente o Estado da Palestina", em resposta à decisão do [Presidente norte-americano] Donald Trump de reconhecer Jerusalém como capital de Israel, disse Al-Malki, em entrevista à agência noticiosa francesa AFP. "É muito importante", insistiu.

O Presidente da Autoridade Palestina vai reunir-se na segunda-feira, num almoço de trabalho, com a chefe da diplomacia da UE, Federica Mogherini, e os 28 ministros dos Negócios Estrangeiros, à margem da sua reunião mensal, tal como aconteceu com o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, a 11 de Dezembro último.

"Se os europeus querem ter um papel, então devem ser justos no seu tratamento das duas partes, e tal deverá começar com o reconhecimento do Estado da Palestina", defendeu o chefe da diplomacia palestina.

Al-Malki sublinhou, por outro lado, que Mahmud Abbas "continua empenhado" no processo de paz no Médio Oriente, respondendo ao receio de alguns Estados-membros após o recente discurso corrosivo do Presidente palestino declarando "o fim" dos acordos de paz de Oslo (1993).

"Ele vai dizer [aos europeus]: 'Não vou retirar-me do processo de paz. Continuarei empenhado, mas declaro que acabou a exclusividade do Governo norte-americano como único mediador do processo de paz'", explicou Al-Malki.
A visita de Abbas a Bruxelas coincide com uma viagem sob pressão do vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, ao Médio Oriente (Egipto, Jordânia e Israel), boicotada pelos dirigentes palestinos.

A esse propósito, Netanyahu enviou hoje de Jerusalém um recado ao responsável palestino.

"Tenho uma mensagem para Abbas: não há alternativa à liderança dos Estados Unidos no processo diplomático. Quem não estiver disposto a falar com os norte-americanos sobre paz, é porque não quer a paz", disse o chefe do executivo israelita durante uma reunião de embaixadores no Ministério dos Negócios Estrangeiros.


Share on Google Plus

About Coisas Judaicas

No Coisas Judaicas, fazemos de tudo para manter nossos amigos e visitantes bem informados. Todo mês, mais de 45 mil visitantes do mundo inteiro procuram nosso Blog para ler sobre:Judaísmo, Israel e o mundo judaico. É a nossa missão

0 Comentários:

Postar um comentário

Deixe sua opinião

[Fechar]

Receba gratuitamente o melhor conteúdo do Coisas Judaicas no seu e-mail e fique sempre atualizado.

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner