Israel anuncia intenção de fechar escritórios da Al Jazeera - Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog judaico

Post Top Ad

Israel anuncia intenção de fechar escritórios da Al Jazeera

Israel anuncia intenção de fechar escritórios da Al Jazeera

Share This
Israel anuncia intenção de fechar escritórios da Al Jazeera
Emissora é acusada de 'parcialidade' em conflitos com palestinos. Governo israelense também pretende fechar satélites abertos que permitem captação do canal.
 Lançada em 1996, a Al Jazeera é uma das emissoras de maior audiência do mundo árabe (Foto: Reuters/Eric Gaillard) Lançada em 1996, a Al Jazeera é uma das emissoras de maior audiência do mundo árabe (Foto: Reuters/Eric Gaillard).


Israel anunciou neste domingo (6) sua intenção de fechar o escritório em Israel da Al Jazeera, emissora comandada pelo Catar. O canal é acusado pelas autoridades de "incitar" a violência, anunciou o Ministério de Comunicações israelense. Há anos, Tel Aviv acusa a Al Jazeera de parcialidade na cobertura do conflito com os palestinos.

Entenda o conflito de países árabes com a emissora

Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro israelense, tinha anunciado no fim de julho que queria expulsar o canal, acusado de atiçar a tensão nas redondezas de lugares santos de Jerusalém.

O ministério vai pedir a anulação das credenciais dos jornalistas, assim como o fim da ligações a cabo e por satélite da emissora, indicou um comunicado. Ainda, o ministro de Segurança Interior também vai começar um procedimento para fechar os escritórios do canal.

As autoridades israelenses querem ainda limitar a capacidade de conexões de satélites abertos que permitem à maioria dos espectadores da comunidade árabe e israelense captar a Al Jazeera, completou o ministério, sem dar mais detalhes.

Os árabes israelenses, descendentes de palestinos que ficaram em suas terras quando o Estado de Israel foi criado em 1948, representam 17,5% da população israelense. Eles têm nacionalidade israelense e se queixam de sofrer discriminação.
O ministério anunciou o fechamento da Al Jazeera após quase duas semanas de tensão na Explanada das Mesquitas, em Jerusalém. A tensão ocorreu porque Israel instalou e pouco depois retirou um novo dispositivo de segurança, duramente criticado pelos palestinos e pela comunidade internacional.

Tensão no Catar

Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Egito romperam com o Catar em 5 junho. O país é acusado de "sustentar o terrorismo", mas sobretudo de se aproximar de seu grande rival na região, o Irã.

O acesso à Al Jazeera, fundada há mais de 20 anos pelo governo do Catar, foi bloqueado nos países, que acusam o canal de ter uma orientação "islâmica".
Eles também solicitaram que o Catar feche a Al Jazeera, uma demanda considerada "inaceitável" pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos, pois "compromete a liberdade de informação".

A Al Jazeera tem mais de 80 escritórios no mundo todo e é transmitida em várias línguas.
 France Presse

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião

Post Bottom Ad

Pages

Real Time Web Analytics