Mergulho no cinema de Israel - Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog judaico

Post Top Ad

Mergulho no cinema de Israel

Mergulho no cinema de Israel

Share This
Mergulho no cinema de IsraelSesi Horto Bauru fará exibições gratuitas (e com direito a pipoca) a partir de 3 de maio; viagem cinematográfica ao Oriente Médio terá oito filmes.


Oito filmes israelenses premiados poderão ser prestigiados entre os dias 3 de maio e 28 de junho no Sesi Horto de Bauru. A entrada será gratuita (e com direito a pipoca).  

Na décima edição do chamado Cine Sesi-SP no Mundo, a viagem proposta é para o Oriente Médio e produções que mostram um pouco do cotidiano do único país de maioria judaica no mundo. 


                                          Mulher judia na sinagoga

O filme mais premiado de Israel, "A Banda", de 2007, do diretor Eran Korilin, que somou mais de 70 indicações e 46 conquistas, entre elas o Prêmio da Juventude no Festival de Cannes, poderá ser conferido pelo público da mostra.

Livre para todos os públicos, a comédia apresenta a convivência amistosa entre um conjunto musical egípcio e um povoado israelense, apesar da cicatriz entre os povos, consequência de suas rivalidades históricas e ainda latentes.

PRODUÇÃO NA HISTÓRIA

Israel é um dos poucos países desenvolvidos cuja fundação é posterior à disseminação da arte cinematográfica pelo mundo, ressalta a organização da mostra.
Da década de 1950, suas primeiras produções são filmes heroicos e patrióticos, produzidos com incentivo do Estado. O primeiro filme israelense de sucesso internacional data de 1964, "Sallah Shabati" (indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro).
Os filmes de 1970 foram os primeiros a trazer questões políticas e históricas, com assuntos como o Holocausto.
Em 1980, diretores e atores israelenses começam a aparecer e a língua nacional, hebraica, passa a ser utilizada.
Já nos anos de 1990, os filmes privilegiaram o humano, os tabus e temas da vida cotidiana, arraigados de valores e questões religiosas e sociais.
Dispensando a figura maniqueísta de heróis e vilões, os filmes buscaram registrar as minorias e aqueles que estavam à margem e conquistaram maior interesse internacional.
Nos anos 2000, o que mudou foi a forma do audiovisual de abarcar os conflitos que permeiam a vida cotidiana.
Os filmes mantiveram a característica de retratar a realidade do país, mas de maneira não panfletária, sem assumir lados e opiniões e sem fugir dos temas polêmicos, mas deixando-os nas entrelinhas.
O resultado do trabalho autoral dos anos 1990 e o desenvolvimento técnico que conferiram melhor qualidade à produção cinematográfica israelense nos anos 2000 são perceptíveis ao público da mostra: produções premiadas internacionalmente com diversidade de temas e maturidade artística.

Programe-se já
"A Banda" - 3 de maio, quarta, às 19h
"As Aparências Enganam" - 10 de maio, quarta, às 19h
"A Enchente" - 17 de maio, quarta, às 19h
"Aviva, Meu Amor" - 24 de maio, quarta, às 19h
"Dias Congelados" - 31 de maio, quarta, às 19h
"As Medusas" - 7 de junho, quarta, às 19h
"A Missão do Gerente de Recursos Humanos" - 21 de junho, quarta, às 19h
"Delicada Relação" - 28 de junho, quarta, às 19h

Serviço
Mostra Cine Sesi-SP no Mundo: A Vida em Israel. Escola Sesi do Horto – rua Professora Zenita Alcântara Nogueira, 1-67, Triagem. 3/5 a 28/6. Entrada gratuita. (14) 3104-3900. http://www.bauru.sesisp.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião

Post Bottom Ad

Pages

Real Time Web Analytics