Engenheiro do Hamas estava desenvolvendo submarinos na Tunísia - Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog judaico

Post Top Ad

  Engenheiro do Hamas estava desenvolvendo submarinos na Tunísia

Engenheiro do Hamas estava desenvolvendo submarinos na Tunísia

Share This


  Engenheiro do Hamas estava desenvolvendo submarinos na TunísiaMohammad al-Zawahri supostamente morto pelo Mossad estava trabalhando no projeto de um submarino de longo alcance para o Hamas. 

As autoridades da Tunisia afirmaram que estão tratando a morte de Mohammad como assassinato.

O engenheiro chefe do Hamas, Mohammad al-Zawahri estava supostamente trabalhando na construção de submarinos para o grupo terrorista islâmico antes de ser morto na Tunísia, segundo afirmou seu irmão Radwan al-Zawahri  em entrevista à Al-Jazeera. 
Radwan disse que seu irmão estava realizando doutorado em engenharia e finalizava o projeto de um submarino que poderia ser dirigido remotamente. "Ele estava muito calmo", disse Radwan. "Pude fazer com que ele me contasse um pouco sobre o projeto, mas ele não falava muito." 

Mohammad al-Zawahri

A esposa do engenheiro Majdah Khaled Salah disse à Al-Jazeera sobre o suposto assassinato que foi atribuído ao Mossad: "Aproximadamente às 2 da manhã ouvimos tiros, saí e comecei a correr; pensei que fosse uma explosão, mas vi o carro do meu marido e o encontrei;  Eu chamei: 'Murad, 'Murad me responda!' Coloquei a mão no coração dele e suas roupas estavam cheias de sangue, a bala atingiu seu coração... foram dois tiros, um no coração e outro na garganta ", disse. 
  Engenheiro do Hamas estava desenvolvendo submarinos na Tunísia


         Engenheiro do Hamas estava desenvolvendo submarinos na Tunísia
   Mulher de AL-Zahwar sendo entrevistada
  
Ela também negou o conhecimento da ligação de seu marido a grupos armados em Gaza, Líbano e Síria: "Meu marido sempre foi  muito quieto"
Imagens da câmara de segurança apagadas
Enquanto isso, a rádio tunisina Shams que também relatou a morte do engenheiro do Hamas, informou que as câmeras de segurança em torno de sua casa em Sfax foram desativadas pouco antes de sua morte e que as filmagens foram adulteradas.
Segundo o relatório, durante o tempo do suposto assassinato as câmeras de segurança mostraram imagens diferentes.

Os investigadores disseram que os responsáveis pelo assassinato tinham um vasto conhecimento técnico e eram muito profissionais. O porta-voz oficial do tribunal municipal de Sfax, Murad al-Turki, sugeriu uma conexão entre o Mossad e o assassinato do engenheiro.
  Engenheiro do Hamas estava desenvolvendo submarinos na Tunísia
Mohammad al-Zawahri, especialista em drones do Hamas
Ele destacou que o tribunal está tratando o caso como um assassinato e oito pessoas já foram presas em resposta ao crime. Eles dirigiam quatro carros que são suspeitos de terem sido utilizados. Um repórter e um cinegrafista também foram presos. As autoridades estão procurando por suspeitos de origem tunisiana em conexão com o assassinato. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião

Post Bottom Ad

Pages

Real Time Web Analytics