Autores de texto antissemita podem ser presos

Vereadora Teresa Bergher com o procurador geral de Justiça,  Marfan VieiraDa vereadora Teresa Bergher“Estive com o procurador geral de Justiça,  Marfan Vieira, para solicitar celeridade na representação por mim apresentada, e já protocolada, pedindo a interdição do site de uma corrente do PSOL que difama de forma covarde o “Prêmio Nobel da paz”  Shimon Peres e o Estado de Israel. 
Na ação, peço também que sejam presos os responsáveis pela veiculação do texto. Imediatamente, o doutor Marfan encaminhou o processo para a Promotoria de investigação criminal”.
De acordo com a parlamentar, a representação se baseia na lei 7.716/89, que define os crimes de preconceito de raça e cor.  A pena para o crime de racismo é de dois a cinco anos de reclusão. “É uma ação fascista e antissemita que deve ser combatida com rigor, os responsáveis devem ser punidos para que a ofensa não se repita. Não é a primeira vez que esta corrente do PSOL discrimina e agride o povo judeu. Foi a mesma que ateou fogo à bandeira do Estado de Israel e precisa ser contida, antes que o ódio cresça”.
Share on Google Plus

About Coisas Judaicas

No Coisas Judaicas, fazemos de tudo para manter nossos amigos e visitantes bem informados. Todo mês, mais de 45 mil visitantes do mundo inteiro procuram nosso Blog para ler sobre:Judaísmo, Israel e o mundo judaico. É a nossa missão

0 Comentários:

Postar um comentário

Deixe sua opinião

[Fechar]

Receba gratuitamente o melhor conteúdo do Coisas Judaicas no seu e-mail e fique sempre atualizado.

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner