Israelense avança na cura do melanoma - Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog judaico

Post Top Ad

Israelense avança na cura do melanoma

Israelense avança na cura do melanoma

Share This
Israelense avança na cura do melanomaA Dra. Levy descobriu como o melanoma (câncer da pele), formada na camada superior da pele (epiderme), penetra em camadas inferiores.



A renomada revista Nature Cell Biology publicou nesta 2ª-feira (22/8) um artigo importante sobre a descoberta inédita de pesquisadores da Universidade de Tel Aviv, liderada pela Dra. Carmit Levy e com colaboração de Universidade de Heildelberg, Alemanha, e dois hospitais israelenses. A Dra. Levy descobriu como o melanoma (câncer da pele), formada na camada superior da pele (epiderme), penetra em camadas inferiores. 
No estágio inicial, o câncer não pode se espalhar, pois a epiderme não tem vasos sanguíneos que sirvam de “autoestradas” para expandir o tumor. Estes vasos entretanto se encontram em abundância na dermis, a camada sob a epidermis. A Dra. Carmit Levy (foto) diz: “descobrimos que antes mesmo do câncer penetrar na dermis, ele envia moléculas MicroRNA, que formam minúsculas bolhas, que se preparam para receber o câncer. Entendemos que se conseguirmos barrar estas bolhas, pararemos a doença toda.” A equipe não parou na descoberta: agora foi pesquisar quais os elementos químicos que poderiam intervir e parar a evolução nas primeiras etapas – e o descobriram.
Mesmo que ainda não haja o remédio e levará algum tempo para se obtê-lo, os médicos estão empolgados pelo pioneirismo da descoberta da equipe liderada pela Dra. Carmit Levy, com a esperança de que a melanoma – a mais agressiva forma de câncer de pele – seja facilmente curada.
A Dra. Carmit Levy, de 40 anos, é considerada uma das promissoras jovens pesquisadoras em Israel e no mundo. Fez seu doutorado na Faculdade de Bioquímica da Universidade Hebraica de Jerusalém e o concluiu com mérito excepcional. Continuou com pós-doutorado em Harvard, onde se aprofundou no estudo do câncer da pele. Foi cortejada com inúmeras ofertas e dinheiro para trabalhar no exterior, mas decidiu retornar a Israel “onde há inúmeras pessoas brilhantes”. Segundo os colegas, sendo séria na pesquisa e no trabalho, a Carmit tem uma personalidade especial, diferente e jovial. Até a grande notícia da publicação do seu importante e inovador descobrimento recebeu durante suas férias – ela é pesquisadora e leciona Genética na Faculdade de Medicina, na Universidade de Tel Aviv – estando num track nas montanhas da Europa e não num cômodo hotel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião

Post Bottom Ad

Pages

Real Time Web Analytics